Clipping

Pesquisa sobre percepção da sustentabilidade avança em Florianópolis




A Rede de Monitoramento Cidadão (RMC) de Florianópolis está realizando uma Pesquisa de Opinião Pública para entender como os moradores percebem o avanço, ou não, do desenvolvimento sustentável da cidade e quais os temas que consideram mais importantes para o futuro de onde moram. Cerca de 40% dos questionários já foram respondidos. A meta é entrevistar 1021 moradores. A RMC é uma organização, independente e apartidária, criada com o objetivo de acompanhar, de forma técnica e imparcial, o desempenho da cidade em questões que impactam sua sustentabilidade e a qualidade de vida de seus cidadãos.

A execução da tarefa está a cargo da Baobá – Práticas Sustentáveis, agência executora do Projeto Redes de Monitoramento Cidadão, que conta com o apoio financeiro do Fundo Socioambiental da CAIXA e parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Desde o início de setembro, várias equipes se revezam por diversos bairros da capital para coletar respostas dos moradores sobre mais de 20 temas relacionados ao desenvolvimento sustentável da cidade e da qualidade de vida. O principal desafio dos pesquisadores é sensibilizar as pessoas sobre a importância delas para o levantamento.

A metodologia possui uma margem de erro pequena e determina que a pesquisa seja realizada nas diferentes regiões da cidade. “A espacialização da pesquisa possibilita conhecermos as necessidades não só da cidade como um todo, mas das suas diferentes localidades”, explica o coordenador geral do Projeto Redes de Monitoramento Cidadão, Fernando Penedo.

QUALIFICAÇÃO DO DEBATE

Além do levantamento de indicadores de percepção, possibilitados pela pesquisa de opinião pública, a Rede de Monitoramento Cidadão também realiza a coleta, junto ao poder público, de uma série de indicadores técnicos que retratam a sustentabilidade da cidade e a qualidade de vida de seus cidadãos. Após estes levantamentos, a Rede de Monitoramento faz uma análise dos dados e avalia as políticas públicas do município relacionadas aos temas apontados como críticos.

No dia 5 de outubro, os técnicos da RMC Florianópolis e especialistas em competitividade, sustentabilidade urbana, sustentabilidade ambiental e mudança climática, sustentabilidade fiscal e governabilidade e comunicação, se reúnem na FIESC para analisar os indicadores coletados. O objetivo do encontro é colocar à prova a qualidade, acuracidade, confiabilidade e relevância dos dados fornecidos. Com esse trabalho, a RMC Florianópolis busca apoiar o aprimoramento da qualidade da gestão de dados da prefeitura, contribuindo para que ela tenha dados mais confiáveis e precisos, com impacto positivo nas políticas públicas desenvolvidas e na sustentabilidade e qualidade de vida em Florianópolis.

COMPARAÇÃO INTERNACIONAL

A estruturação da Rede de Monitoramento Cidadão faz parte da quinta fase do Programa Cidades Emergentes e Sustentáveis (CES), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), presente em mais de 70 cidades da América Latina e Caribe (ALC). No Brasil, conta com o apoio financeiro do Fundo Socioambiental da CAIXA e tem a Baobá – Prática Sustentáveis como agência executora do projeto nas cidades de Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Palmas (TO) e Vitória (ES).

Por utilizar uma metodologia aplicada internacionalmente, a Pesquisa de Opinião Pública, que será realizada anualmente em Florianópolis, permitirá não só a comparação da evolução, ou não, da percepção dos moradores da cidade ao longo dos anos, como também a comparação de seus resultados com os de outras cidades brasileiras, da América Latina e do Caribe.

O QUE É?

A Rede de Monitoramento Cidadão é uma organização, independente e apartidária, criada com o objetivo de acompanhar, de forma técnica e imparcial, o desempenho das cidades brasileiras em temas que impactam sua sustentabilidade e a qualidade de vida de seus cidadãos. Composta por representantes da sociedade civil, setor produtivo, academia e mídia, a RMC também realiza pesquisas e estudos, dissemina informações e análises, e desenvolve iniciativas com diferentes setores da sociedade, por meio de projetos e estímulo à ação política responsável, que promovem a sustentabilidade da cidade.

(Jornal Conexão, 02/10/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.