Horta pedagógica comunitária do Campeche, Pacuca, recebe visita da Escola Municipal Deonicia Maria da Costa
18/10/2017
Projeto da Udesc promove encontro voltado à inclusão e acessibilidade através da arte
18/10/2017

Banho, pesca e maricultura: alvos da poluição

Saneamento e balneabilidade na pauta de preocupações da Associação do Bairro de Sambaqui (ABS), com reunião sobre os temas marcada para essa quinta-feira (19.10), às 10h30, na sede da entidade. Foram convidados representantes da Vigilância Sanitária, Assuntos Comunitários, Habitação e Saneamento e Floram.

Motivações

Trecho do ofício assinado pela presidente da ABS, Dóris Gomes, à Floram, esclarecem os motivos da reunião:

“A situação já crônica da falta de tratamento de esgoto na região, com destaque para Sambaqui, já está prejudicando a balneabilidade das praias, frequentadas por pessoas da região tanto quanto por turistas. Há anos a comunidade pleiteia uma solução sem nenhuma resposta plausível dada pelos órgãos responsáveis. Uma situação agudizada no verão pelo transbordamento de esgotos no Rio Papaquara atingindo toda a bacia do Rio Ratones, o que nos remete a ações mais drásticas.

Neste sentido, convidamos vossa senhoria para uma reunião neste período pré-temporada de verão, para tentarmos buscar juntos soluções que possam diminuir a poluição e recuperar a degradação assustadora que está afastando nossas crianças da possibilidade de utilização de nossas belas praias, além do cultivo do mar e pesca artesanal, o que ocasiona um prejuízo material e imaterial incalculável às atuais e às futuras gerações“.

(Daquinarede, 17/10/2017)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *