Clipping

Maricultores de Florianópolis oferecem turismo de experiência nas fazendas de ostras




O Ribeirão da Ilha, localizado a 21 km do Centro de Florianópolis, é um dos bairros mais charmosos da cidade, com suas casas em estilo açoriano e uma calmaria sem tamanho. É ali também que se pode apreciar um dos pratos mais conhecidos e desejados do litoral catarinense, as ostras. A fama desse molusco é tanta que alguns produtores resolveram abrir as portas de suas fazendas de cultivo para os visitantes que querem saber mais sobre a produção da iguaria, além de saboreá-las numa verdadeira imersão cultural e local.

Num sábado, com o mar agitado e o vento sul dando as boas vindas, acompanhamos um grupo de Blumenau que veio especialmente fazer o Ostra Xperience, um turismo de experiência oferecido por um dos maricultores da região. Alberto Fermiano, o Beto, é geógrafo por formação e pescador profissional há quase 20 anos. Há nove, ele resolveu investir nas acomodações do seu rancho, sendo o pioneiro nesse tipo de turismo e nesses anos todos faz questão em receber os grupos pessoalmente, contando um pouco da sua rotina e sobre o processo de produção dos moluscos. “As ostras são o nosso principal produto e a produção delas fez com que o Ribeirão seja reconhecido como o maior produtor estadual dessa iguaria. Isso nos enche de orgulho”.

O visitante ainda descobre que as ostras criadas por aqui são exóticas, naturais do oceano Pacífico e não se reproduzem naturalmente nas nossas águas, além de aprender que essa espécie não é a que produz pérolas, o que gerou alguns suspiros de decepção. Após a explicação sobre a produção, é chegada a hora da degustação. Dúzias de ostras ao bafo e ao natural são oferecidas aos visitantes, alguns deles tendo o contato com o molusco pela primeira vez, num misto de estranheza e curiosidade. O marceneiro Volnei dos Santos Fraga era um dos mais interessados nos relatos e foi ele a se prontificar a pescar num aquário a primeira ostra que provaria na vida, in natura e com uma boa dose de limão.

(Leia matéria na íntegra em Notícias do Dia, 11/09/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.