Clipping

Udesc divulga 56 fontes de recursos para órgãos públicos e organizações do terceiro setor




Da Coluna de Janine Alves (Notícias do Dia, 06/08/2017)

O escritório de projetos da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), o PMO Esag, divulgou sua lista de fontes de recursos em aberto com 56 opções de financiamento – editais, programas e políticas de patrocínio – para propostas de organizações públicas e de terceiro setor catarinenses.

São disponibilizados dois documentos distintos: um para a Administração Pública direta e indireta (com 36 fontes) e outro para Organizações de Terceiro Setor (com 22 fontes), para projetos em diversas áreas. Os documentos trazem informações sobre critérios de seleção, objetivos, prazos e a instituição concedente responsável pelo recurso.

Segundo a equipe do PMO Esag, cada proponente de recursos possui características específicas a serem analisadas, portanto é importante que a organização interessada verifique a descrição de cada fonte e a possibilidade de submissão de projetos.

Sobre o PMO Esag

O escritório iniciou suas atividades em 2009, no Centro de Ciências de Administração e Socioeconômicas (Esag), por iniciativa dos professores Leandro Schmitz, Carlos Roberto De Rolt e Clerilei Bier, por meio de um convênio com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável (SMCTDES) da Prefeitura de Florianópolis.

Atualmente coordenado pelo professor De Rolt, como um programa de extensão da Udesc Esag, tem como público-alvo organizações do terceiro setor e prefeituras, atuando na divulgação das fontes de recursos e na promoção de oficinas de elaboração de projetos.



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.