Sob risco de demolição, donos de imóveis na Lagoa da Conceição recebem notificações
21/08/2017
Florianópolis, cidade que preserva sutilezas urbanas
21/08/2017

O acesso principal à Praia do Campeche é um exemplo de desordem e desrespeito aos moradores e turistas, em Florianópolis

O acesso encontra-se totalmente abandonado, onde mais de 30 mil pessoas transitam em temporada.

O acesso é de areia, esburacado, sendo que em dias de chuva o problema se agrava, há buracos por todos os lados prejudicando o acesso de idosos, mães com carinhos de bebê, cadeirantes e pessoas com dificuldade de mobilidade. Além do mais, moradores e turistas têm que disputar espaço com os carros, caminhões e motos, que muitas vezes bloqueiam totalmente o acesso à praia. A carga e descarga no local é feita de forma desordenada, não há horários definidos, caminhões de carga, táxis, e motobóis entram e saem em qualquer horário oferecendo perigo aos pedestres.

Uma empresa de bebidas colocou duas placas para orientar o trânsito dos veículos de carga no local onde já havia regulamentação. A placa de trânsito colocada pelo órgão responsável adverte: “Proibido trânsito de veículos automotores“. As placas colocadas pela empresa informa, “Carga e descarga máximo 15 min“, causando confusão entre motoristas.

A propósito, uma empresa privada pode colocar placas de regulamentação de trânsito?

“Este acesso é um lixo. Me envergonho. Uma poluição visual, nada tem qualidade ali. A vista dentro dos restaurantes não é valorizada e não tem lugar pra estacionar. O pequeno estacionamento cobra caro e faltam mais opções. Sempre que vou ali inclusive hoje pra ver a praia me chateia por achar tudo muito feio sem charme. Pode ser simples mas tem que ser charmoso, né? Afinal é um dos lugares mais lindos dá ilha.” relata Márcia Daminan, moradora do bairro.

Veja as fotos e assista ao vídeo.

(Riozinho, 18/08/2017)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *