Beira-Mar Norte ficará fechada uma hora a mais aos domingos
28/07/2017
Câmeras de videomonitoramento de Florianópolis apresentam problema em 30% dos equipamentos
28/07/2017

Justiça Federal determina embargo de obras na Zona Costeira da Praia Pântano do Sul

Da Coluna de Rafael Martini (DC, 27/07/2017)

A Justiça Federal determinou nesta quinta ao Ibama e ao ICMBio o embargo imediato de todas as obras na Zona Costeira da Praia do Pântano do Sul, sem os devidos licenciamentos. A decisão é do juiz Marcelo Krás Borges, da 6ª Vara Federal de Florianópolis (Vara Ambiental) e atendeu a pedido do Ministério Público Federal (MPF) em uma ação civil pública (ACP) contra a União, o Município, a Floram e os próprios Ibama e ICMBio.

O MPF propôs a ação na última quarta-feira para obter a identificação a delimitação e a caracterização jurídica e técnica de todas as intervenções em bens da União situados naquela região e que não estariam de acordo com a lei. A Zona Costeira da Praia do Pântano do Sul compreende as praias do Pântano do Sul, Açores, Solidão e Saquinho, entre o limite norte da Ponta do Marisco e o limite sul da Ponta do Pasto.

Enquanto isso
Vídeos apresentados pelo MPF demonstrariam “a existência de obras em ritmo acelerado na região, sem as respectivas licenças do Ibama e/ou ICMBio, o que pode gerar, em poucos dias, degradação ao meio ambiente de forma irreversível”, afirmou o juiz. A liminar terá vigência “no mínimo até que os réus prestem informações nesta ação, com o objetivo de assegurar o resultado útil do processo”, escreveu Krás Borges.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *