Clipping

Rodovias travam crescimento de Santa Catarina




(Por Moacir Pereira,  Diário Catarinense, 23/06/2017)

A nova pesquisa Investimento e Competitividade, realizada anualmente pela Fiesc e que levanta dados sobre perspectivas do setor industrial, revela de forma contundente qual o maior entrave ao desenvolvimento do setor produtivo de Santa Catarina.

Ao serem indagados sobre o grau de satisfação da infraestrutura de Santa Catarina, desponta o item rodovias, com 79% dos empresários consultados declarando-se insatisfeitos. É a materialização do que vem sendo frequentemente criticado por setores da população, vocalizado na Assembleia Legislativa por deputados de todos os partidos e objeto de manifestações de diferentes entidades comunitárias e profissionais.

A situação das rodovias em Santa Catarina é uma calamidade, em especial na região Oeste, celeiro do agronegócio e um dos principais dínamos da economia estadual.

A mesma pesquisa indicou que depois das rodovias, o segundo maior problema está na infraestrutura urbana, com 50%. Seguem-se ferrovias, com 44%, e telefonia, com 43%.

Dado a indicar outra vez que Santa Catarina é um Estado diferente revela que, apesar de toda a incerteza econômica e das crises políticas, os industriais mantêm nível de confiança. A expectativa de investimentos este ano é de R$ 7,3 bilhões, contra R$ 7,6 bilhões de 2016.

Entre os fatores que impactam negativamente o setor produtivo se destaca o item infraestrutura de transporte, co 51%, disparado.  E, entre os positivos, estão os trabalhadores, com 59% das opiniões.

 



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.