PL autoriza empréstimo de até R$ 1,5 bi para Fundam 2 e obras pelo estado
12/05/2017
Obras do BRT no entorno da UFSC, em Florianópolis, estão paradas para readequação do projeto
12/05/2017

Prefeitura de Florianópolis fará projeto de revitalização do trapiche de Coqueiros

Com laudo da Defesa Civil e da Secretaria de Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Urbano para demolição desde 2014, o trapiche na Praia da Saudade, bairro Coqueiros, em Florianópolis, virou abrigo de moradores de rua e de usuários de drogas. O secretário do Continente, Edson Lemos, informou que a pedido do prefeito Gean Loureiro (PMDB) fará um projeto de revitalização e que a GMF (Guarda Municipal de Florianópolis) intensificará a fiscalização no local. Lemos pretende concluir o projeto em 30 dias e conseguir parceiros por meio de PPPs (Parcerias Público-Privadas).

Uma dúvida do secretário é se o trapiche é privado. Isso porque na década de 70 o conjunto de pedras abrigava um restaurante. A família que era proprietária do imóvel informou que vendeu a propriedade. “Minha primeira missão é descobrir se o trapiche é público ou particular com a SPU [Superintendência do Patrimônio da União], em virtude da destinação do dinheiro público”, disse.

O acesso ao trapiche foi fechado em 2014, a pedido do MP-SC (Ministério Público de Santa Catarina), mas uma placa de metal foi arrancada e muita gente se arrisca sobre a construção. As ferragens dos pilares estão à mostra, assim como as rachaduras no concreto.

Morador de Coqueiros, o pescador Valdeci Vieira, 47 anos, lamenta o descaso das autoridades. “O local sempre foi um espaço de contemplação da natureza e de pesca. Pego papa-terra e corvinota com o meu molinete. Havia muita gente passeando e tirando fotos por aqui, mas infelizmente os usuários de drogas e os atos de vandalismo trouxeram o medo e a insegurança”, contou o pescador, que só se arrisca a passear na região com o apoio do pastor-alemão Raji.

“Local precisa ter apelo turístico e econômico”, diz secretário

Quando assumiu a Secretaria do Continente, em janeiro, Edson Lemos recebeu uma comunicação do promotor de Justiça Daniel Paladino, que foi quem ordenou, em 2014, o fechamento do acesso pelo trapiche em função da falta de manutenção. Lemos explicou que há um projeto pronto, feito na administração do ex-prefeito Cesar Souza Júnior (PSD), no valor de R$ 1,5 milhão para a recuperação do trapiche. “O local precisa ter um apelo turístico e econômico, porque uma simples reforma não impedirá os atos de vandalismo. O espaço poderia ser utilizado como um aquário municipal ou um museu do mar com o auxílio de terceiros. Outra opção é ceder para um estabelecimento comercial, que ficasse responsável pela construção”, disse.

( Leia na íntegra em Notícias do Dia Florianópolis, 11/05/2017)

mm
Assessoria de Comunicação FloripAmanhã
A Assessoria de Comunicação da FloripAmanhã é responsável pela produção de conteúdo original para o site, newsletters e redes sociais da Associação. Também realiza contatos e atende demandas da imprensa. Está a cargo da Infomídia Comunicação e Marketing Digital. Contatos através do email imprensa@floripamanha.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *