Clipping

Após denúncia, blitz da Casan lacra ligações de esgoto clandestinas em Florianópolis




A partir da reclamação de uma moradora do bairro Córrego Grande a uma rádio, a Casan realizou uma blitz no loteamento Jardim Germânia, na manhã desta quarta-feira (3), para avaliar a denúncia de disposição e extravasamento de esgoto clandestino em uma rede não-operante. A operação faz parte do programa Floripa Se Liga na Rede, que em abril resultou no lacre de ligações clandestinas no Campeche.

A operação desta terça, que contou com sete técnicos e um engenheiro, resultou em sete lacres nas ruas Munster, Hamburgo, Heidelberg, Stuttgart e Frankfurt. “O esgoto jogado em redes ainda não-operantes, ou seja, sem tratamento final, causa mau cheiro, extravasa também para a rede pluvial e pode gerar doenças aos moradores”, explica o engenheiro sanitarista Gabriel Pessina, coordenador da operação.

Três cargas de esgoto clandestino (o equivalente a 36 mil litros) foram retiradas do local. Os estabelecimentos irregulares foram notificados e, três deles foram multados. O valor mínimo da multa é R$ 388,28, que aumenta no caso de imóveis comerciais ou prédios, de acordo com o número de economias (apartamentos ou salas comerciais).

Obras interrompidas

A rede de esgoto em parte do Córrego Grande foi implantada entre 2010 e 2014, com recursos do BNDES, para ser conectada à Estação de Tratamento Insular, localizada ao lado do Terminal Rodoviário Rita Maria. As obras para a conclusão do projeto, porém, foram interrompidas no aguardo de definições da prefeitura sobre a duplicação da rua Deputado Antônio Edu Vieira.

“A duplicação da via sofreu processos de idas-e-vindas, atrasando a conclusão da obra de esgotamento sanitário e a consequente ligação com a estação de tratamento”, conta o gerente de construção da Casan, engenheiro Fábio Krieger.

Leia na íntegra em  Notícias do Dia Florianópolis, 04/05/2017.



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.