Por Assessoria de Comunicação FloripAmanhã

Rede de Monitoramento Cidadão de Florianópolis será lançada na próxima segunda




Uma organização externa e independente com o objetivo de acompanhar o desempenho do município em temas que impactam diretamente na qualidade de vida dos cidadãos, como mobilidade e transporte, gestão de resíduos sólidos, mitigação das mudanças climáticas, uso do solo, segurança, competitividade da economia, entre outros. Esta é a Rede de Monitoramento Cidadão (RMC), cuja Assembleia Geral de Constituição ocorrerá na próxima segunda-feira (24 de abril), às 14:00h, no auditório da FIESC, e a sessão solene aberta ao público de apresentação para a sociedade às 19:00h, no mesmo local.

Formada por representantes de organizações da sociedade civil, setor produtivo, academia e mídia, a RMC é uma iniciativa do Programa Cidades Emergentes e Sustentáveis do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com o apoio financeiro do Fundo Socioambiental da CAIXA (FSA/CAIXA) que tem a ong Baobá – Práticas Sustentáveis como agência executora do projeto e a Associação FloripAmanhã como uma das entidades que fazem parte do grupo de estruturação da Rede.

“A Rede de Monitoramento Cidadão é uma ferramenta de protagonismo e controle social”, analisa a presidente da FloripAmanhã, Anita Pires. “A Rede está sendo criada em um momento importantíssimo da vida do país e da cidade. Só é possível combater a corrupção dando visibilidade para a gestão pública e com a sociedade monitorando a implementação de políticas públicas”, acrescenta Anita.

A Rede de Monitoramento vai trabalhar com uma lista de 137 indicadores distribuídos em diferentes áreas como segurança, energia, mobilidade, competitividade da economia, desigualdade urbana e uso do solo. Os indicadores prioritários são os que constam no Plano de Ação Florianópolis Sustentável e serão avaliados a partir das estratégias e diretrizes definidas nele.

Transparência na Gestão Pública

Também é objetivo da RMC fortalecer a cultura de transparência e participação, além de promover o debate público qualificado, de forma que fomente a eficiência na administração pública e incentive o direcionamento dos recursos públicos e privados para os setores prioritários, promovendo o desenvolvimento sustentável da cidade.

“Não há outra maneira de resgatar a qualidade das cidades e construir cidades sustentáveis e criativas se a sociedade não fizer o seu papel, e o acompanhamento de temas que impactam diretamente na vida dos cidadãos será uma significativa contribuição da Rede para a gestão pública e para toda a cidade de Florianópolis”, afirma Anita Pires.

Reunião Nacional

A capital catarinense é uma das cinco cidades no Brasil que está implementando sua Rede de Monitoramento Cidadão, ao lado de Goiânia, João Pessoa, Palmas e Vitória, onde a Assembleia de constituição e a sessão solene de lançamento já foram realizadas.

Nesta segunda-feira (17/04) aconteceu a primeira reunião nacional das Redes de Monitoramento Cidadão (RMC), destinada aos representantes das comissões executivas e grupos estratégicos. Via videoconferência, participaram representantes das RMC, da Baobá, do BID e da Caixa. A FloripAmanhã participou através da sua presidente Anita Pires.

O coordenador nacional das Redes de Monitoramento Cidadão, Fernando Penedo, da Baobá, agência executora do projeto, apresentou o cronograma de trabalho para este ano, assim como a composição das RMC nas cidades. O encontro nacional acontecerá periodicamente, possibilitando a troca e o alinhamento entres as redes de cada localidade.

Serviço

Assembleia Geral de Constituição da Rede de Monitoramento Cidadã: 14 horas.

Sessão solene de apresentação da Rede para a sociedade: 19 horas (aberto ao público)

Data: 24/04/2017

Local: Auditório Milton Fett da FIESC (Rod. Admar Gonzaga, 2765 – Itacorubi).

(Publicado por Bom dia SC, 19/04/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Um comentário para Rede de Monitoramento Cidadão de Florianópolis será lançada na próxima segunda

  1. Gostaria de conhecer mais e contribuir!! atuo como coordenadora do Fórum de Políticas Públicas de Florianópolis onde participam mensalmente cerca de 50 entidades, quem sabe podemos promover uma parceria para onde vocês possam participar de assembleia para formação em controle social…

    A disposição
    Cíntia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.