Clipping

Pacientes organizam manifestação para pedir conclusão do Cepon, em Florianópolis




Servidores e pacientes do Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), em Florianópolis, organizam para a próxima terça-feira, 11, um protesto reivindicando a conclusão das obras do complexo hospitalar, que já dura 18 anos. Conforme a Fundação de Apoio ao Hemosc/Cepon (Fahece), a previsão é de que os trabalhos sejam concluídos no próximo semestre, mas a contratação de novos funcionários ainda é discutida junto à secretaria de saúde. A ação ocorre às 9h em frente ao hospital.

Paciente desde 2010, João Vianei acredita que a demora para conclusão das obras e a incerteza nos atendimentos só causam mais sofrimento para quem precisa do serviço. Membro da Associação dos Amigos e Pacientes de Câncer (Aspac), Vianei acredita que a manifestação da próxima terça-feira poderá chamar a atenção para a situação.

— Para quem tem câncer, cada dia sem atendimento é irreversível. A gente espera essa obra há 18 anos e não temos certeza de quando realmente vai ficar pronto. A obra até está andando, mas muito devagar — conta.

Em 2015, um impasse entre o Governo estadual e a Fahece paralisou por quase um ano os trabalhos. A interrupção foi motivada pelo bloqueio dos repasses do BNDES que só aceitava liberar a verba quando o terreno, de propriedade da fundação, fosse doado para o Estado. Após muita discussão, a entidade devolveu o terreno ao Estado e as obras foram retomadas. No cronograma original, no entanto, os trabalhos foi atrasados em pelo menos três anos.

(Diário Catarinense, 07/04/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.