Clipping

Governo de SC e prefeitura de Florianópolis divulgam nota conjunta sobre a operação Carne Fraca




O Governo do Estado de Santa Catarina e a Prefeitura Municipal de Florianópolis divulgaram uma nota oficial nesta quarta-feira, 22, sobre a operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal.

Confira a nota na íntegra:

Diante dos fatos divulgados pela Polícia Federal relacionados à “Operação Carne Fraca”, a Diretoria de Vigilância Sanitária de Santa Catarina (DIVS), a Vigilância Sanitária do Município de Florianópolis, representando as vigilâncias sanitárias municipais, o Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN/SC), o Departamento de Defesa do Consumidor (PROCON/SC) e o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) têm a informar que:

As Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipais e o LACEN/SC realizam o Programa Estadual de Monitoramento da Qualidade Higiênico-Sanitária dos Alimentos (PEMQSA) há 10 anos, no qual são monitorados os alimentos dispostos ao consumo em Santa Catarina, dentre eles as carnes e seus derivados como, por exemplo, salsichas, presunto, salames, lingüiças, das diversas marcas comercializadas;

 

Desde 1999 o MPSC, em parceria com órgãos de fiscalização Municipal, Estadual e Federal, desenvolve o Programa de Proteção Jurídico-Sanitária dos Consumidores de Produtos de Origem Animal (POA), que tem como objetivo a proteção à saúde dos consumidores com ações preventivas e fiscalizatórias mensais, abrangendo toda a cadeia de produção e comercialização destes produtos;

 

O PROCON/SC regularmente inspeciona os estabelecimentos comerciais, a fim de verificar se os produtos estão de acordo com as normas de defesa do consumidor;

 

Sempre que detectadas irregularidades em razão dos programas supramencionados – além da fiscalização de rotina – os órgãos responsáveis, de imediato, adotam as medidas administrativas e judiciais pertinentes, inclusive com o recolhimento dos produtos impróprios para o consumo, evitando que cheguem à mesa do consumidor;

 

Foram solicitadas informações à Polícia Federal em relação às fábricas que estão sendo investigadas e eventuais produtos e lotes identificados como impróprios ao consumo ou em desacordo com as normas regulamentares, a fim de que sejam, imediatamente, retirados do mercado; 

 

Assim, os órgãos de fiscalização do Estado permanecem atentos e vigilantes em relação à qualidade higiênico-sanitária dos produtos produzidos e/ou comercializados em Santa Catarina.

(Deolhonailha, 22/03/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.