Clipping

Comtur debate melhorias para a atividade turística




O Conselho Municipal de Turismo (Comtur) reuniu nesta terça-feira (12) representantes de órgãos de segurança pública, secretarias e entidades, para debater algumas melhorias nas práticas da atividade turística de Florianópolis. O encontro, conduzido pelo presidente do Comtur, Marco Aurélio Floriani, e pela secretária de Turismo, Zena Becker, contou com a presença da Polícia Militar, Guarda Municipal, o Comando da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, Corpo de Bombeiros, o Sindicato dos Taxistas, a Cooperativa Aerotáxi, as Secretaria de Mobilidade Urbana e a Executiva de Serviços Públicos (SESP), além do Floripa Convention.

Entre os assuntos debatidos, estavam o calendário anual de eventos da cidade, a necessidade das empresas organizadoras de eventos anteciparem as solicitações de alvarás para a realização dos mesmos, assim como a situação dos estacionamentos de vans, táxis e veículos particulares no Aeroporto Internacional Hercílio Luz e no Largo da Alfândega.

Sobre o calendário de eventos, a ideia é de que os órgãos de segurança pública possam contribuir com o aperfeiçoamento deste material, para que os eventos possam ocorrer de forma organizada, e, principalmente, sem que haja ‘choque’ com outras programações na cidade, como, por exemplo, os jogos dos Campeonatos Catarinense e Brasileiro.

Nesta semana, a programação dos eventos para o segundo semestre de 2016 será encaminhada às entidades presentes na reunião. Segundo Floriani, em dois meses o Comtur já pretende definir o calendário para o primeiro semestre de 2017.

O subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar, com sede em Florianópolis, major Hilton de Souza Zeferino, ressaltou a importância de os produtores de eventos – em especial da iniciativa privada – entrarem com pedido de licença nos Bombeiros previamente, para não comprometer a realização dos eventos.

“As entradas nos processos têm um limitador, precisa destes 20 dias de antecedência. O organizador precisa estar ciente deste período, para que não venham solicitar os alvarás em cima da hora”, frisou o major. Ele sugeriu, ainda, a convocação de uma reunião com estes organizadores e a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc).

Quanto à organização dos táxis, vans e carros particulares em frente ao Aeroporto Hercílio Luz, será agendado um encontro com a Infraero, para que possam ser tomadas decisões concretas. Já com relação aos ônibus de turismo em frente ao Largo da Alfândega, o tenente-coronel Marcelo Pontes, comandante do 4º Batalhão da PM, sugeriu que fosse colocada no local uma sinalização indicando que há vagas para estes veículos na plataforma cinco do Terminal Cidade de Florianópolis e também no estacionamento da Multipark.

“Esta sinalização facilita, inclusive, o trabalho daqueles que vêm de outras cidades com seus ônibus de turismo, que podem desconhecer que há estes pontos para a parada, após o desembarque dos passageiros”, destacou Pontes.

Por fim, ficou definido a realização de uma reunião com a presença da Diretoria de Operações de Trânsito (Diope), para que se possa solucionar alguns dos questionamentos apresentados no encontro, como a sinalização do Largo. O diálogo com os órgãos e entidades fez parte de uma conversa inicial para a Operação Presença – Verão 2017, para que eles já se programem quanto a suas ações para a próxima temporada.

(Prefeitura de Florianópolis, 13/07/2016)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.