Clipping

Área de Urbanização Especial é questionada em audiência do Plano Diretor em Sto. Antônio de Lisboa




Questionamentos sobre as AUE (Áreas de Urbanização Especial) tomaram conta da audiência pública do Plano Diretor de Florianópolis no distrito de Santo Antônio de Lisboa, que aconteceu na noite desta terça-feira (28). Moradora do Pântano do Sul, Raquel Macruz foi uma das participantes que abordou o assunto em sua fala. Segundo ela, nessas áreas pode ser feito “o que se bem entende” e a construção civil já demonstra interesse nesses locais.

Com cerca de 100 pessoas, a reunião ouviu moradores de Santo Antônio de Lisboa, Cacupé e Sambaqui, além de participantes de outros bairros. A representante do Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis) Vanessa Pereira fez as apresentações da noite e citou os principais problemas relatados pela comunidade: ocupação das encostas, balneabilidade e necessidade de mais áreas públicas de lazer.

Ao assumir o microfone, o representante distrital, Luís Mafra, condenou a AUE, classificando a proposta como “uma faca de dois gumes”, pois não se sabe exatamente o que poderá ser instalado nessa área, que segundo ele ocupa ¼ do distrito. A presidente da Associação de Moradores de Cacupé, Ester Eloisa Addison, por sua vez, afirmou que o Ipuf apresentou propostas que foram rechaçadas pela comunidade. Segundo ela, foram mais de 60 reuniões no distrito sobre o Plano Diretor, e uma das reivindicações é manter o gabarito em dois pisos.

Leia na integra em  Notícias do Dia Online, 28/06/2016



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.