Clipping

Fiscalização da prefeitura interrompe ligações clandestinas de esgoto nos Ingleses




Duas canalizações no rio Capivari e outras quatro no rio Ingleses foram interrompidas esta semana pela Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Ambiental (SMHSA), que contou com o apoio da Epagri e da Intendência de Ingleses. A utilização de dois barcos permitiu a inspeção a partir dos leitos dos rios e os lançamentos irregulares foram interrompidos.

A vegetação fechada nas margens e a quantidade de plantas aquáticas dificultaram a ação, mas segundo o secretário de Habitação, Domingos Zancanaro, que participou das inspeções, o processo vai continuar.”Vamos realizar uma operação pente fino nas margens dos rios, buscando irregularidades e agindo com rigor para interromper instalações ou lançamentos clandestinos”, explicou o secretário.

A inspeção percorreu um longo trecho do Rio Capivari. Da área próxima à praia (região da ponte na Rua das Gaivotas), seguiu em direção à rua Martinho de Haro. No retorno, subiu o rio Ingleses até encontrar novamente a rua Martinho de Haro, no trecho onde, dia 21, foi lacrado um extravasor da Casan que estava ligado à rede pluvial.

Vegetação fechada nas margens e a quantidade de plantas aquáticas dificultaram a ação

No decorrer da inspeção, as muitas saídas de água pluvial encontradas pelo trajeto estavam mais visíveis, mas no caso dos lançamentos irregulares foi preciso muita procura para encontrar as saídas. De acordo com o secretário de Habitação, todos os lançamentos diretos nos rios precisarão ser verificados para garantir que apenas a água da chuva está seguindo este caminho, e as situações encontradas durante a ação de quarta-feira reforçam a necessidade da correta ligação dos imóveis à rede pública de esgotamento. “Em várias situações as equipes do Programa Floripa se Liga na Rede identificam, por exemplo, a conexão das pias de cozinha, chuveiros externos, pias de churrasqueiras e de tanques e máquinas de lavar roupas à rede pluvial, o que é irregular, e isso pode estar acontecendo também aqui. Essas águas são esgoto e precisam ser direcionadas à rede pública”, ressaltou o secretário.

Além das vistorias, Zancanaro disse também que será programada uma limpeza nos leitos e margens dos rios, o que além de facilitar ações deste tipo, irá melhorar as condições gerais de limpeza e oxigenação dos rios. Além dos lançamentos irregulares foram encontrados, também, muitos resíduos nas margens, principalmente nas áreas próximas às pontes e moradias. Garrafas, plástico, latas…. Muita coisa é jogada diretamente no local, mas alguns materiais chegam ao rio por meio das galerias pluviais, depois de cair nas bocas de lobo. “Todos esses resíduos deveriam ser acondicionados corretamente e, a exemplo do que acontece com o esgoto, receber o destino adequado. Precisamos de ações conjuntas para alcançar melhores condições de saneamento. Com isso, ganhamos em qualidade de vida e diminuímos os impactos ambientais provocados pela crescimento da cidade”, concluiu o secretário Zancanaro.

( De olho na ilha, 29/01/2016)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.