Clipping

FFQM reúne classe artística e especialistas para discutir a economia da cultura




O debate sobre a cultura é sempre atual, desafiador e complexo, porque pode ser abordado por inúmeros pontos de vista. O 3º Seminário do Fórum Floripa Quer Mais (FFQM), que acontece no próximo dia 23 (terça-feira) no Teatro Igrejinha da UFSC, traz como tema “O Nó da cultura: Cidade e a Economia da Cultura”, que é uma temática difícil de definir, porque “não cabe na moldura”, porém, tomemos como ponto de partida a definição sintetizada pelo respeitado historiador E. P. Thompson sobre “cultura popular”, definindo-a como “um sistema de atitudes, valores e significados compartilhados, e as formas simbólicas em que se acham incorporadas”. Mas esse sistema está sempre em disputa de hegemonia ou em negociação, entre as tradições do passado e as novas tecnologias, entre a economia de mercado e os valores transmitidos através de gerações.

De acordo com o coordenador do FFQM e advogado, Gabriel Kazapi, o seminário busca levantar a discussão sobre a necessidade que a economia criativa e cultural tenham papel preponderante na cidade, transformando-a em referência na área, dinamizando todo um setor da economia local.

Entre os convidados está o folclórico professor e museólogo, Gelci José Coelho – conhecido como Peninha –, que irá abordar a identidade da cultura na Grande Florianópolis e como ele vê o futuro para o segmento.

A produtora executiva, atriz e dubladora, que idealizou e realizou a primeira Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, Luiza Lins, também será palestrante no evento. Ela – um case de sucesso na área – contará sua trajetória, além de expor os desafios e as oportunidades que existem atualmente no município.

Carlos Paiva, especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Estado da Bahia e atual secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, também tem presença confirmada na programação. Ele explicará quais são as prioridades no Ministério neste mandato e na área de fomento, quais são as oportunidades dos municípios e como podem ser proativos nas demandas culturais do país.

 

Serviço

Quando: 23 de fevereiro

Onde: Teatro Igrejinha da UFSC

Horário: 19:00h

Palestrantes: Carlos Paiva, Luiza Lins; Peninha.

Titulo: O Nó da cultura: Cidade e a Economia da Cultura.

(FFQM, 19/02/2016)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.