Clipping

Fatma aprova licença ambiental prévia para hotel na Ponta do Coral




Órgão de fiscalização deu parecer favorável ao empreendimento, mas construtora precisa aguardar emissão da Licença Ambiental de Instalação para dar início às obras

A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) de Santa Catarina aprovou a Licença Ambiental Prévia (LAP) para a construção de um megaempreendimento na Ponta do Coral, onde deve ser instalado um hotel de 18 andares.

Na última sexta-feira, a comissão central de licenciamento do órgão, responsável por avaliar grandes empreendimentos no estado, analisou o parecer técnico do projeto e considerou-o ambientalmente viável.

Apesar da decisão favorável, ainda faltam alguns detalhes burocráticos para que a LAP seja entregue à Hantei Construções e Incorporações Ltda, empresa proprietária do terreno.

De acordo com um porta-voz da Fatma, a licença prévia ainda não libera o início das obras na Ponta do Coral, que só será permitido após a emissão da Licença Ambiental de Instalação (LAI). “A LAP é apenas uma consulta de viabilidade, que diz que (o empreendimento) é viável do ponto de vista da legislação ambiental naquele local. É como um checklist: se todos os requisitos forem cumpridos, a Fatma aprova o projeto”, informou. “Obviamente, a construtora vai ter que seguir os critérios estabelecidos pela licença. Terá que levar em conta, entre outras coisas, a compensação de possíveis impactos ambientais”, completou.

Com a LAP nas mãos, a Hantei poderá pedir a LAI, que demora de 30 a 60 dias para ser emitida. Só, então, é que será possível dar início ao empreendimento que prevê uma área construída de 30 mil m², com 224 apartamentos e heliponto, num investimento orçado em R$ 161 milhões.

Ainda segundo o representante do órgão de fiscalização ambiental, a grande maioria dos projetos que conseguem a licença prévia obtém a definitiva: “Depois da LAP, a Fatma vai emitir uma LAI, orientando alguns pontos como, por exemplo, onde deve ser o canteiro de obras para não causar danos ambientais.

Além disso, a prefeitura também irá fazer suas considerações”. Como a LAP ainda não foi oficializada, a Fatma não pôde detalhar como foi feita a avaliação técnica do empreendimento.

(ND, 26/02/2015)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.