Se governo rescindir contrato da ponte Hercílio Luz, Espaço Aberto deve entrar na Justiça
30/06/2014
Negócios voltados ao meio ambiente
30/06/2014

Governo do Estado prepara reconstrução depois de forte chuva

O governo federal disponibilizará R$ 5,6 milhões para medidas emergenciais de auxílio aos municípios que, desde quarta-feira, são afetados pela chuva forte. Até domingo (29), a Defesa Civil estadual confirmou 39 cidades com prejuízo, com destaque os problemas registrados na região Oeste. Até o momento, 15 declararam situação de emergência, com 41.700 pessoas desalojadas e desabrigadas. A cidade de Rio das Antas, no Meio Oeste, em situação de emergência desde o começo de junho por causa da chuva, foi novamente afetada.

Segundo o governador Raimundo Colombo, os valores repassados pelo governo federal serão disponibilizados diretamente às prefeituras e, depois que as águas baixarem, o governo estadual buscará mais apoio. De acordo com ele, na segunda quinzena de julho, uma equipe se reunirá com o Ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira, para solicitar recursos para a reconstrução de pontes e estradas.

Domingo à tarde o governador e o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, sobrevoaram a região de Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí para avaliar os prejuízos. “Temos uma série de obras importantes como a sobrelevação das barragens. O radar (meteorológico) começa a produzir imagens importantes pra nós a partir de quarta-feira. Mas nesse momento é importante trazer nosso apoio e recursos para proteger aqueles que foram atingidos”, ressaltou o governador.

Na tarde de domingo, ainda havia alerta para deslizamentos no Oeste, Meio Oeste, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis. Os volumes acumulados superaram o esperado para todo o mês. De acordo com a Epagri/Ciram, da 0h de segunda até às 7h de domingo, o município que havia registrado maior volume de chuva era Mondaí, com 424,8 mm no Oeste.

Ao 19h de domingo, em Rio do Sul, o volume do rio Itajaí Açu estava com nível de 9,32 metros. Na cidade de Taió, às 20h, o Itajaí Açu marcava 8,33m na região central e três comportas da barragem estavam abertas e quatro fechadas. Em Blumenau, às 19h o rio estava com 7,10 metros acima do seu curso normal.

Estradas prejudicadas

Nas estradas catarinenses, a chuva dos últimos dias causou estragos. Na BR-101, no quilômetro 316,5, em Laguna, sentido Sul, houve uma queda de barreira no final da manhã de domingo e o trânsito foi totalmente interrompido próximo à ponte de Laranjeiras. Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), um caminhão foi soterrado na barreira, formando filas no local.

No Oeste, em Palmitos, na BR-158, e em Concórdia, na BR-153, a circulação de veículos foi impedida depois de desmoronamentos. Em Vargem Bonita a pista cedeu, situação semelhante em Arvoredo, na SC-283, em que houve deslizamento e o tráfego foi desviado.

As SCs 452 e 411, localizadas em Monte Carlo, no Oeste, e em Palmeira, na Serra, respectivamente, tiveram o trânsito reduzido para meia pista. Os desvios acontecem dentro das cidades. Na SC-155, em Xanxerê, no Oeste, no começo da tarde de domingo, houve queda de pista e o trânsito está impedido. (Karin Barros)

 

Semana começa com tempo seco e frio

A Epagri/Ciram alerta que chove isoladamente no começo desta segunda, no Planalto e Litoral Sul do Estado. No decorrer do período, o tempo ficará estável com predomínio de sol por causa da chegada de uma massa de ar seco e frio.

A chegada de um ciclone extratropical, na madrugada de segunda, entre o litoral do Rio Grande do Sul e Santa Catarina intensifica o vento do quadrante Sul com rajadas de 60 a 70 km/h, mas podendo ultrapassar 100 km/h em áreas mais afastadas da costa. Hoje o mar fica agitado no Litoral do Estado, com ondas de Sul, com altura de 1,5m a 2,5m e picos de 3m a 4m ao Sul de Itajaí e em áreas afastadas da costa. As atividades de pesca com pequenas e médias embarcações são desaconselháveis neste período, pois há risco de ressaca principalmente ao Sul de Itajaí e no Litoral do Rio Grande do Sul.

A temperatura cai devido ao avanço de uma nova massa de ar frio que se aproxima do Estado. A chuva volta a ocorrer na sexta-feira, com mais intensidade na região Oeste. Até o dia 10, mais duas frentes frias devem passar pelo Sul do Brasil, provocando chuva  em todas as regiões catarinenses.

( Notícias do Dia Online, 30/06/2014)

mm
Assessoria de Comunicação FloripAmanhã
A Assessoria de Comunicação da FloripAmanhã é responsável pela produção de conteúdo original para o site, newsletters e redes sociais da Associação. Também realiza contatos e atende demandas da imprensa. Está a cargo da Infomídia Comunicação e Marketing Digital. Contatos através do email imprensa@floripamanha.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *