Ibama aceitou o estudo de impacto ambiental para as obras do contorno viário da Grande Florianópolis
23/09/2013
Cidades descobrem que pedalar é bem lucrativo
24/09/2013

Viver com saúde: decisão individual

Artigo de Rafaela Tabalipa, educadora física e empresária (DC, 24/09/2013)
Em uma época em que as doenças relacionadas à obesidade matam mais do que a fome no Brasil, é inevitável repensar nossas atitudes em relação à alimentação e à prática de exercícios físicos. O excesso de peso, causado muitas vezes pela cultura familiar, por uma vida sedentária e uma alimentação irregular, tem causado doenças físicas e emocionais que fazem da obesidade a epidemia do século XXI.
Grande parte das pessoas tem lutado contra essa realidade. A mudança, porém, para ser efetiva e duradoura, deve vir de dentro para fora. Repensar e avaliar hábitos alimentares e incluir alguma atividade física no dia a dia é uma decisão pessoal. Renunciar ao fast food por uma refeição balanceada, trocar o chocolate por uma fruta, reduzir o consumo de álcool e praticar exercícios são atitudes fundamentais para quem deseja ser mais saudável e ter mais qualidade de vida.
A palavra-chave é persistência. A mudança, no entanto, pode começar com atitudes simples e rotineiras como escolher a escada ao invés do elevador, ir a pé ao supermercado, deixar o carro em casa por um dia, andar de bicicleta ou dar uma caminhada. Esses podem ser os primeiros passos de um novo estilo de vida.
Aos poucos, essas experiências despertam momentos e sensações nunca vivenciados, como o verdadeiro prazer de sentir-se bem, dormir melhor e ser mais feliz. Muitas vezes não se sabe por onde começar, então a dica é procurar um educador físico para identificação das necessidades e anseios de cada um. Se necessário, o profissional fará o encaminhamento a algum colega da área da saúde, pois este trabalho deve ser multidisciplinar.
Ficar sentado no sofá ou decidir tomar uma atitude é escolha de cada um. Ninguém pode fazer isso por ninguém.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *