Clipping

Ônibus: TCE faz auditorias na Capital




Por Moacir Pereira (DC, 06/09/2013)

Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Salomão Ribas Júnior anuncia para o fim do ano a conclusão da auditoria realizada no sistema de transporte coletivo de Florianópolis, Biguaçu, Palhoça e São José.

Expectativa, portanto, que possam ser conhecidos novos dados sobre a exploração desta concessão municipal de interesse de milhares de usuários. No caso de Florianópolis, a população poderá ter, finalmente, o início da abertura da “caixa preta” prometida pelo ex-prefeito Dário Berger na campanha de 2004.

Há muito a conhecer nos bastidores deste sistema. Em várias cidades – e não apenas na Grande Florianópolis – são conhecidas as relações entre administradores municipais e os empresários do transporte coletivo. Não por acaso, as empresas do setor se transformam nas maiores doadoras dos partidos e dos candidatos mais viáveis nas campanhas municipais. O mesmo esquema que se registra no plano federal em relação às empreiteiras e no estadual nas grandes obras rodoviárias e de construção civil.

Concessões de serviços públicos federais transformaram-se em passado recente em casos de escândalos de grande repercussão. Nos municípios, as concessões envolvem o transporte coletivo e a liberação de táxis, outro setor insondável.

Elogiável, por isso mesmo, a iniciativa do promotor de Justiça Daniel Paladino de abrir investigação penal sobre os abusos e ilegalidades flagrantes praticadas pelos motoristas de ônibus, em prejuízos incalculáveis causados à atividade produtiva e a toda a população da Capital.

Que venham as luzes nas concessões.



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.