ANTT quebra silêncio e promete apresentar plano de obras atrasadas da BR-101 Norte à bancada catarinense
07/08/2013
Eficiência energética em pauta em Santa Catarina
08/08/2013

Prefeitura quer praça em terreno do Exército

A possibilidade de transformar em praça o terreno pertencente ao Exército que fica em frente ao Beiramar Shopping foi o principal tema da visita que o vice-prefeito e secretário municipal de Obras, João Amin, fez ao general Fernando Sardenberg, comandante da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada.
A área, cobiçada por várias construtoras, possui limitações por causa do Plano Diretor vigente. A idéia da atual administração é que o espaço vire uma praça pública e siga o modelo estabelecido pelo Projeto “Viva a Praça”, que pretende melhorar a imagem urbana dos espaços públicos municipais e elevar os níveis de qualidade de vida de moradores e visitantes, através da implementação de novas áreas de lazer, recreação, esportes, cultura e convívio social.
O general, que elogiou a atual administração – a quem qualificou de “pró-ativa” – prontificou-se a estabelecer uma ponte com o Comando da 5ª Divisão de Exército, com base em Curitiba, a quem está subordinado. Para o vice-prefeito João Amin, “este é um importante passo para que aquela área nobre da cidade passe a ser mais um espaço público de lazer de Florianópolis. Com o apoio do general Sardenberg, vamos ampliar o debate sobre o assunto”.
Também participaram do encontro a presidente do FloripaAmanhã, Zena Becker, e o secretário-adjunto da Floram, Bruno Souza.
(PMF, 06/08/2013)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *