Cidades inteligentes: empresa espanhola IDP inaugura filial em Florianópolis
17/05/2013
Prefeitos da Grande Florianópolis elaboram documento para cancelar contrato com a Autopista Litoral Sul
17/05/2013

Comitê vai discutir condições de tráfego da BR 101 na Grande Florianópolis

Um comitê técnico formado por representantes das prefeituras da Grande Florianópolis, da concessionária da BR 101 Autopista Litoral Sul, da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) e da Polícia Rodoviária Federal irá se reunir para discutir melhorias para condições de tráfego na rodovia
A realização dos encontros, que serão periódicos, ficou acertada durante uma reunião, no final da tarde desta quinta-feira (16), na sede da Prefeitura de São José. A reunião foi solicitada pela prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, e o prefeito em exercício de Biguaçu, Ramon Wollinger, à ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, durante viagem oficial a Brasília há cerca de um mês.
O objetivo de Adeliana era discutir o fechamento de diversos acessos a BR 101, além dos dois túneis localizados em São José e a situação de abandono do canteiro do contorno de acesso da BR 101 à Via Expressa (BR 282) Com relação aos acessos, Adeliana reclamou do fechamento dos acessos na altura do Kobrasol e Roçado, que trouxeram muitos transtornos para os motoristas que trafegam pela região.
“A pessoa que está no Kobrasol e quer ir até Palhoça tem que ir até o trevo de Forquilhinha, porque todos os acessos estão fechados. E a partir de um determinado horário, ninguém mais anda na marginal”, destacou a prefeita. Os prefeitos de Biguaçu, José Castelo Deschamps (que está licenciado), e de Palhoça, Nirdo Artur da Luz, o Pitanta, também criticaram o fechamento de alguns acessos nos seus municípios.
Os três prefeitos ainda reclamaram da falta de informações e do risco constante de fechamento de novos acessos. O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Santa Catarina, Silvinei Vasques, garantiu que nenhum novo acesso será fechado. Ele se colocou a disposição para discutir tecnicamente caso a caso. “Todas as medidas foram tomadas com base em critérios técnicos.
Mas, erros acontecem e podemos sentar e rever tecnicamente cada caso”, assinalou Vasques. Durante quase duas horas de reunião, o entendimento que prevaleceu foi o de que qualquer intervenção na BR 101 impacta os municípios da Grande Florianópolis, principalmente São José, Biguaçu e Palhoça que são cortados pela rodovia.
O prefeito da Capital, Cesar Souza Junior, lembrou que apesar da BR 101 ser uma rodovia, ela acaba tendo o papel de uma grande avenida. Já o prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Sandro Vidal, complementou que mesmo as cidades um pouco mais afastadas da rodovia, como o caso do seu município, acabam sofrendo os reflexos no trânsito. “Os municípios têm ser ouvidos, pois somos nós que temos que administrar os impactos para a população.
O mais importante da reunião é estabelecer um canal de diálogo para que nenhuma obra seja feita sem ouvir as prefeituras”, reforçou Adeliana. Ficou acertada a montagem de um comitê que passará a se encontrar periodicamente para discutir conjuntamente questões relacionadas ao trânsito na BR 101. A primeira reunião do grupo será no próximo dia 24, na Prefeitura de São José. “Há o princípio da legalidade e o princípio da racionalidade.
E dentre esses dois princípios podemos buscar soluções que atendam os interesses coletivos. O mais importante é mantermos esses canais diálogo abertos”, afirmou o gerente regional do Ministério das Relações Institucionais, Maurício Weidgenant, também presente no encontro. Adeliana aproveitou a reunião para falar da situação dos túneis sob a BR 101, nos bairros Kobrasol e Roçado. Os dois túneis são estreitos, sendo que o do Kobrasol tem mão única e é deslocado da avenida, ou seja, o motorista tem que entrar na contramão para acessar o túnel.
O presidente da Autopista Litoral Sul, Paulo Castro, se comprometeu a discutir com o Departamento de Trânsito de São José as melhorias necessárias e encaminhar um projeto para a ANTT em Brasília. A prefeita de São José ainda reclamou do abandono e da sujeira depositada no canteiro central do contorno de acesso da BR 101 à Via Expressa (BR 282). Paulo Castro afirmou que a concessionária vai fazer uma limpeza e um projeto de jardinagem no local. Adeliana também solicitou a colocação de pontos de ônibus às margens da rodovia.
Ainda estiveram presentes na reunião o vice-prefeito de São José, José Natal Pereira; o secretário de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, Renato Hinnig; o prefeito em exercício de Biguaçu, Ramon Wollinger; o vice-prefeito da Capital, João Amin; o vereador Orvino Coelho de Ávila; o gerente de tráfego da Autopista Litoral Sul Ademir Custódio; o especialista em regulação da ANTT Rafael Schmitt; e o chefe da 1ª Delegacia da PRF Renato Ferrer.
(Portal da Ilha, 16/05/2013)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *