Radares devem voltar a funcionar em Florianópolis a partir de fevereiro
11/01/2012
Prefeitura contrata financiamento de R$ 12 milhões
12/01/2012

Obras de implantação do Sistema de Macrodrenagem têm início

Projeto tem como principal finalidade amenizar os problemas com alagamentos e cheias em todos os bairros. São investidos R$ 33 milhões

Foi assinado no final da tarde dessa quarta-feira, 11, a ordem de serviço que dará início a uma das obras mais esperadas pela população de Biguaçu. O Sistema de Macrodrenagem Urbana é a maior aposta do prefeito, José Castelo Deschamps, na luta contra os alagamentos e enchentes na cidade. O investimento total é de R$ 33 milhões, oriundos do PAC 1 (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.

O lançamento das obras e a assinatura da onde de serviço foi feito junto à comunidade do Jardim Carandaí, primeiro bairro que receberá as obras da macrodrenagem. “É a maior obra e o maior investimento na história de Biguaçu. Esperávamos pelo início dessa obra desde o início do meu governo e estamos muito satisfeitos em dar o pontapé inicial”, diz Castelo. Além do Carandaí, o sistema será feito na região do Bom Viver, Centro e Vendaval, atendendo também os bairros no entorno.

O Sistema de Macrodrenagem Urbana consiste na abertura de grandes galerias e outras engenharias, para garantir que as águas das chuvas tenham uma vazão mais rápida em direção ao mar e ao rio Biguaçu. No entanto, a expectativa é de que as cheias sejam finalmente controladas com a execução de dois projetos paralelos: a dragagem do rio Biguaçu e a construção de um molhe na Foz do Rio.

(ND, 12/01/2012)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *