FloripAmanhã informa período de recesso e férias coletivas
16/12/2011
Esgoto não para de jorrar em rua do Bairro Trindade, em Florianópolis
18/12/2011

Os 20 anos do Costão do Santinho, o melhor resort de praia do Brasil

Neste ano, o Costão do Santinho investiu R$ 4,5 milhões em ações promocionais

Esqueça aquele aquele papo de que tudo valeu a pena. Se pudesse voltar no tempo, o dono do melhor resort de praia do Brasil não começaria tudo de novo. Nem os prêmios, as personalidades recebidas, o glamour de ter um hotel cinco estrelas e os elogios constantes compensam os 20 anos gastos para transformar uma plantação de mandioca no prestigiado Costão do Santinho. Aos 73 anos, Fernando Marcondes de Mattos explica que foram duas décadas de dedicação e que só se tem uma vida.

O empresário diz que morar de frente para o mar num lugar com 120 opções de lazer não significa sossego. A imagem de que ele pode assistir ao por do sol e gastar o dia na beira piscina entre um drinque e um petisco não passa de uma visão romântica.

Viver dentro do próprio negócio faz pensar em trabalho 24 horas por dia. Verificar como está o atendimento nos restaurantes, a ordem dos corredores, a limpeza dos vidros e um infinidade de detalhes. Marcondes costuma repetir uma frase da mulher que o sonho do casal é passar uma semana no Costão do Santinho como turistas.

Colocando a Ilha na rota do luxo

Mas se ele tem lá seus questionamentos, o setor hoteleiro e o de turismo catarinense não. Todos concordam que o resort, inaugurado em 13 de dezembro de 1991, aniversário de 53 anos de Marcondes, foi importante para divulgar o Estado e aumentar a qualidade nos serviços prestados. O presidente da Santur, Valdir Walendowsky, lembra que os prêmios recebidos pelo Costão do Santinho reforçam a imagem de Santa Catarina atender bem.

Afirma ainda que o empreendimento foi um dos primeiros a atrair turistas de alto poder monetário. A combinação de hotel repleto de opções de lazer luxo junta os dois principais objetivos de qualquer planejador do setor: trazer pessoas que gastem mais e fiquem mais tempo. Walendowsky declara que o nível de serviço do resort agregou glamour a Florianópolis. A visita de atores, atrizes, cantores e esportistas retroalimentam a engrenagem.

Em fotos, conheça o Costão do Santinho

O diretor comercial da CVC, Vitor Bauab, é prova da satisfação dos clientes do Costão. O responsável pelos pacotes do maior operador de viagens do país relata o setor de resort atende a um público que exige valor agregado. Ou seja, gente que quer fazer o check-in e não se preocupar com mais nada. O local deve ter infraestrutura para recém-nascidos, idosos, pessoas que buscam sobra e água fresca e aqueles atrás de certa dose de aventura e adrenalina.

O presidente da Santur ressalta que a infraestrutura e a qualidade nos serviços acaba puxando para cima a qualidade do setor hoteleiro como um todo. Os concorrentes precisam fazer melhor. Outra consequência é a vinda de grandes chefes de cozinha, barman e outros profissionais que sem o Costão não passariam pelo Estado.

R$ 4,5 milhões em propaganda

Além de atrair turistas, estes profissionais disseminam conhecimentos. O presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH) em SC, João Moritz, ressalta o marketing do resort e o efeito positivo porque ao divulgar o empreendimento Florianópolis e Santa Catarina ganham mídia de carona. Neste ano, o Costão do Santinho investiu R$ 4,5 milhões em ações promocionais.

A maioria delas em São Paulo. Ele também destaca os 250 eventos fora da alta temporada e as 10 feiras nacionais e internacionais. O dono do Praiatur Hotel, Volnei Kosh, conta que o resort não é um concorrente, mas um parceiro. Por causa dos encontros no resort muitos se hospedam em seu empreendimento.

Há também pacotes temáticos, como semana do tênis, étnica, country, gourmet. O dono do Costão explica que esta estratégia foi adotada para manter o fluxo de clientes durante a baixa temporada.

A constante rotina de trabalho faz o empresário admitir que venderia o negócio. Mas para isso acontecer seria preciso aparecer alguém com “algumas dezenas de milhões”.

Não dá para saber se este dia vai chegar. Enquanto isto, o dono do Costão arruma tempo para desfrutar de alguns prazeres do dia-a-dia. Ver a casa cheia é um deles. Outros não são planejados. Como o ocorrido em dois de setembro deste ano, quando uma baleia apareceu.

A foto com data e hora foi ampliada e esta no corredor do prédio de administração do melhor resort de praia do Brasil nos últimos seis anos, de acordo com a Revista Viagem e Turismo, a principal do setor no Brasil.

(Por Felipe Fereira, ClicRBS, 18/12/2011)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *