Clipping

FATMA informa que manterá fechado camping do Rio Vermelho




A Fundação do Meio Ambiente – FATMA – informa nesta terça-feira (29/11) que não fará a abertura da área para campistas na unidade de conservação estadual localizada no Rio Vermelho, em Florianópolis, durante a temporada 2011/2012. Segundo o diretor de Proteção dos Ecossistemas da FATMA, Paulo Mundt, responsável pela gestão daquela Unidade de Conservação ambiental, a decisão foi tomada após uma análise criteriosa das condições de uso, da sensível redução no número de usuários nas duas últimas temporadas (2009/2010 e 2010/2011), do desequilíbrio financeiro resultado da receita, despesas, custos de manutenção, investimentos necessários e ainda, do insucesso no encaminhamento pela direção, no primeiro semestre deste ano, de um projeto de lei para a Assembleia Legislativa para viabilizar a concessão da área do camping para exploração através da iniciativa privada.

De acordo com Mundt, até o momento a proposição não foi analisada de modo conclusivo pelos deputados estaduais, o que levou a direção da FATMA a optar por manter o camping fechado este ano, ao contrário de anos anteriores em que foi aberto não nas suas melhores condições de uso e com déficits superiores a R$ 100 mil. “A redução do número de frequentadores, o desequilíbrio financeiro com o aumento das despesas na manutenção da infraestrutura do camping, a necessidade de investimentos e a não viabilização da concessão para a exploração pela iniciativa privada, nos obriga a tomar esta decisão, como forma de preservar os recursos públicos”, observa o diretor da FATMA, Paulo Mundt.

Segundo o diretor, diante dos fatos, a única forma de viabilizar o equilíbrio orçamentário entre a receita e a despesa, aliado às melhorias nas condições de uso do camping, seria um acentuável reajuste dos valores cobrados dos usuários do camping, não compatível com as instalações oferecidas. Na última temporada, o valor cobrado da diária por pessoa foi entre R$ 10,00 e R$ 15,00. Na atual conformação, o camping tem capacidade para 600 barracas e 50 trailers e motor-homes por dia. Ele observa que durante os três meses da temporada aproximadamente 2,5 mil diárias costumam ser utilizadas no local, representando uma média de 30 pessoas/dia.

O diretor explica ainda que o órgão vai buscar recuperar e encaminhar nos próximos meses um projeto de lei para que a unidade de conservação possa contar já na temporada 2012/2013 com um novo modelo de gestão para o camping, bem como um novo projeto conceitual, oferecendo conforto, praticidade, segurança, lazer a um custo compatível.

O camping do Rio Vermelho tem 41.000 m² em meio à área verde e está localizado dentro dos limites do Parque Estadual do Rio Vermelho, entre a praia do Moçambique e a Lagoa da Conceição, na estrada geral do Rio Vermelho (Rodovia João Gualberto Soares) a aproximadamente três quilômetros do centrinho da Barra da Lagoa.

(Fatma, 29/11/2011)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

21 comentários para FATMA informa que manterá fechado camping do Rio Vermelho

  1. Gostaria de manifestar minha decepção com a FATMA pela péssima administração e desrespeito ao turista que à décadas frequentam o Camping do Rio Vermelho e ajudam a movimentar o desenvolvimento econômico da ilha, a medida em que utiliza outros serviços e produtos voltados aos turistas, os quais estarão buscando outras alternativas fora de Floripa para que seu estilo de vida não seja violado,pois Floripa sem Camping Do Rio Vermelho não é Floripa!!!!!!!!!!!

  2. Arnoldo Keller

    Quiero informar que todas las palabras indicadas por el señor Paulo Mundt no tienen fundamento, no son ciertas.
    Soy usuario de dicho camping ya por mas de 28 años y conozco muy bien la administración de este.
    Inclusive participe un año en la administración del mismo.
    Puedo indicar que en ese año esta administración entrego al directorio de FATMA una suma superior de 100.000 R$.
    Sorpresa fue cuando en la temporada siguiente FATMA argumento que no tenia recursos para abrir el camping.
    Descubrimos que este director todavía tenia en su escritorio guardado esta suma de dinero, intervino la justicia pero nada paso!.. y el camping abrió ese año.
    Nuevamente estamos luchando ante políticos corruptos.
    Por favor!, esto se tiene que solucionar.
    Es un punto turístico muy importante para miles de concurrentes al camping. A nivel INTERNACIONAL.
    Soy lector de Floripamanha registrado y agradezco su publicación.
    Atte.
    Arnoldo Keller
    Buenos Aires

  3. Euclides Miranda

    É muito lamentavel esta postura da Fatma.
    Alem das informaçoes não serem corretas,pois,varias vezes estive acampando sempre teve com sua capacidade quase completa.Demostra a incapacidade de gestão deste orgão.

    Miranda

  4. É errado, para nao dizer de outra forma, e informacao dada pela FATMA.
    Eu sou frequentados há mais de 20 anos deste camping, ele é um dor que oferece melhor estrutura de Florianópolis!
    Ele costuma atingir lotacao máxima em datas como carnaval ou ano novo e nunca o vi, salvo logo nos dias que abre ou antecede seu fechamento um número pequeno como somente 30 pessoas usufruindo dele!
    O que nao existe é o interesse de parte da FATMA em mante-lo! A cada ano desde que ela assumiu a sua gerencia existe sim é menos investimento.
    Espero que este ano ele seja reaberto novamente, pois entre os frequentadores dele que se comunicam já sabemos que queremos ir novamente este ano.
    Acredito que será reaberto novamente apesar de toda essa ingerencia.
    Quem ainda nao o frequenta, deve ir até lá conhece-lo!

  5. Já a vários anos que o Camping do Rio Vermelho vem sendo preterido pelas empresas que o governo designa para administra-lo. Infelismente esta belíssima área está inserida no contesto do Parque do Rio Vermelho, que por sua vez,não recebe apoio do governo estadual tornando-se inviável a sua administração.Falo com conhecimento de causa, pois já trabalhei na administração do camping por nove temporadas ininteruptas. Sujiro que seja administrado separadamente do parque e com certeza o camping será auto sustentável. Jamais poderemos ficar sem esta belíssima área na temporada de verão.Vamos nos mobilizar para que isto seja possível. Os campistas unidos podem e devem se mobilizar.

  6. Frequentador a mais de 20 anos deste camping,ainda espero que esta decisão se reverta,de tal forma que possamos estar la em janeiro de 2012.

  7. marcelo france

    hola amigos brasileños y argentinos. Me cuesta creer que gente brasileña haga tan poco por ese pedazo de paraiso terrenal que tan lindos y comodos momentos nos hizo pasar. Voto porque los responsables sean iluminados y puedan sacar adelante un proyecto que permita seguir disfrutando de ese exquisito lugar.

  8. Con mi familia hemos disfrutado durante muchísimos años del Camping, así como muchos otros argentinos, lamento que no se haya tomado los recaudos necesarios para no llegar al cierre de esta temporada, entiendo que Fatma tendría haber hecho todo lo posible para asegurar la continuidad de camping evitando este cierre. Mis Saludo para todos brasileros por la gentil oportunidad de habernos permitido disfrutado siempre de nuestras vacaciones en ese camping, lamentablemente hoy cerrado.
    Abrazo, Ernesto

  9. Analía Ubiría

    ¡Qué noticia más triste!!!! Hace más de 10 años que con mi marido acampamos durante el mes de enero en el camping.Allí hicimos amigos brasileros y argentinos con quién nos encontramos año tras año. Esperamos que pueda solucionarse los problemas y abran el camping!!!

  10. Juan J. Gandolfo

    Argentina, 2 de diciembre del 2011

    Me permito emitir opinion sobre el no funcionamiento del camping de Rio Vermelho durante la temporada 2011/2012.
    Comencé a acampar en el año 1970 en la Argentina y en el Uruguay, recorriendo varias provincias. A partirde 1979 conocí por primera vez la isla de Santa Catarina y el camping de referencia y nunca mas acampé en otro lugar, debido a que el sitio donde está instalado, una reserva forestal, es inigualable, y para reafirmar lo que digo, se debe saber que el camping está a 1560 km, desde
    donde vivo, en la ciudad de Paraná, provincia de Entre Rios, Argentina .
    De acuerdo a la resolucion de FATMA del 29/11/11, el camping de Rio Vermelho permanecerá cerrado durante la temporada 2011/2012.
    El Director de Proteccion de los Ecosistemas, señor Paulo Mundt, manifiesta que ha habido una reduccion en el número de usuarios en estos últimos años que provocan un desequilibrio financiero para la institucion, lo que me parece, que no se ajusta a la realidad,
    pues como usuario de mas de 30 años de concurrencia al camping durante 30 dias o mas por temporada, siempre he visto mucha mas gente, que las que muestran con estadisticas que no puedo verificar. Inclusive para Año Nuevo y Carnaval, las instalaciones del camping han estado llenas, y muchos campistas, han tenido que acampar fuera de los límites del camping, esperando que alguien desocupe un lugar para poder instalarse.
    Hace algunos años que FATMA pone obstáculos para la apertura del camping, como si realmente no quisieran seguir con su funcionamiento y viene a mi memoria, en los tiempos que lo administraba el Camping Clube do Brasil, allá por 1979, en que a los extranjeros se les permitía acampar, para fomentar el turismo internacional, y he conocido personas procedentes de Argentina, Uruguay, Paraguay, Chile, Bolivia, Suecia, Inglaterra, y probablementede otros lugares que no son de mi conocimiento.
    Dice el señor Mundt que en el primer semestre de este año se envió un proyecto de ley a la Asambles Legislativa para viabilizar la concesion del área del camping para la explotacion a traves de la iniciativa privada.
    Durante la temporada 2010/2011, entre los concurrentes al camping, ya se mencionaban algunas personas interesadas en la concesion del mismo, pero evidentemente el no tratamiento durante mas de 6 meses por la Asamblea Legislativa de este tema, no definió las
    condiciones de la concesion.
    Debido a que no se creó la ley de concesión, opino que en lugar de cerrar el camping, debería FATMA, mantenerlo abierto la temporada 2011-2012, para no desalentar a los campistas a seguir la costumbre de acampar, hasta que durante el próximo año 2012 la Asamblea legislativa ponga el interés necesario para contar en la temporada 2012-2013, con el camping concesionado y seguir funcionando con el nuevo sistema administrativo.
    El señor Mundt dice que la única forma de viabilizar el equilibrio entre los gastos y los recursos, sería un reajuste en los valores cobrados a los usuarios del camping, que no serían compatibles con las instalaciones ofrecidas, esta afirmación considero que no es correcta, pues la infraestructura actual del camping es suficiente para sus usurarios y esto es realmente así porque en la temporada 2010-2011, los indígenas kaingangs en un grupo de 66 personas en total, se alojaron en el predio del camping y usaron los servicios
    sanitarios desde enero del 2011 hasta el 15 de Marzo; la permanencia de estos indíginas en el camping fue a raíz de un acuerdo en noviembre del 2010, entre FUNAI, Prefectura y Ministerio Público Federal. Ver jornal Leste da Ilha, de Florianópolis, 31 diciembre
    del 2010.
    El director Sr. Mundt dice que en los próximos meses va a presentar un projecto de ley para que en la temporada 2012-2013 el camping cuente con un modelo de gestión que ofrezca conford, practicidad, seguridad y descanso a un costo compatible. Probablemente este Sr. no sepa que los campistas tienen otra filosofía de vida que no se encuentra en un hotel 5 estrellas.
    Y por último como sugerencia para evitar que FATMA tenga “desequilibrio inanciero” acentuado por la baja ocupación que indican sus números, por esta temporada 2011-2012 podría reducir el uncionamiento del camping a los meses de enero y febrero, en lugar de anular esta temporada.
    Agradeceré la publicación y comunicación de esta nota a quien corresponda.

    Saludos a ustedes atentamente.
    Juan J. Gandolfo

  11. Francamente ridículo. Primeiro que esta quantia não seria gasta com pessoal e contas nem mesmo se o camping fosse de graça. Segundo que o camping apenas teve seu número de campistas diminuído EXATAMENTE no momento em que esta FATMA tomou o poder do parque. E o número diminuiu porque eles não abriam o camping nas datas corretas e tudo estava em abandono. Isto nunca acontecera antes deles entrarem….. acho que deveriam retirar o parque das mãos de quemm não consegue administrá-lo.

  12. Mais uma grande perda para os campistas e turistas brasileiros… Toda estrutura, espaço, natureza, convívio social que tivemos em tantos anos ficam prejudicados!

  13. CLÁUDIO PARISE

    O prazer de viver em família durante um mês e curtir a bela Florianópolis!

    É lamentável a informação de que o Camping do Rio Vermelho não abrirá nesta temporada. Esta notícia frustra as expetativas de quem anseia durante o ano todo por curtir suas férias na bela Florianópolis.
    Somos uma família: brasileiros das mais variadas partes do Brasil, argentinos, uruguaios, paraguaios, que nos encontramos todos os anos neste belo local para convivermos e desfrutarmos de um belo recanto deste pedaço do paraíso na bela ilha de Santa Catarina.
    Sou curitibano, com possibilidades de frequentar praias muito mais perto de casa, no entanto, desloco-me para Florianópolis, e especificamente para o Camping do Rio Vermelho, porque é este local que eu e minha família amamos.
    E isto acontece já há quase três décadas. Meus filhos, hoje homens feitos, já iam para o camping na barriga da mãe, e ainda hoje me acompanham. Portanto, ir para o camping do Rio Vermelho é uma espécie de “celebração em família”, uma oportunidade de convivermos mais próximos e com disponibilidade para estreitarmos ainda mais nossos laços familiares, que a a dura luta pela sobrevivência muitas vezes impede de acontecer durante o restante do ano.
    Também é maravilhoso conviver com todos os amigos que fizemos ao longo dessas quase três décadas e que todos os anos se encontram no Rio Vermelho, para aí formarmos a “grande família” dos frequentadores do Campingo do Rio Vermelho.
    Além destes argumentos de caráter humano, há ainda o prazer de conviver com a natureza, a responsabilidade de cuidar e preservar o meio ambiente, pois esta é a missão do bom campista, e somente “bons campistas” frequentam este camping; há ainda o aspecto econômico de “gastar” em Florianópolis”, o que traz benefícios para a cidade.
    Acredito que as autoridades governamentais deveriam dar maior atenção para seu aspecto turístico incentivando aqueles que gostam de visitar esta cidade, ao invés de “boicotar” e criar empecilhos àqueles que amam curtir o verão em “floripa”.
    Ficamos realmente na expetativa de uma reversão desta péssima notícia, e que as autoridades constituídas, que detêm o poder, movimentem-se no sentido de garantir o nosso direito de, uma vez mais, nesta temporada, podermos rever nossos amigos e convivermos como irmãos da família do Camping do Rio Vermelho.

    Subscrevo-me, com esperanças:

    Cláudio Parise.
    (Curitiba-Pr)

  14. Periguassú Camargo Dias

    Penso que a FATMA tem como principal finalidade a proteção do Meio Ambiente, e qual a melhor maneira de alcançar este objetivo? Certamente com educação desper-
    tando o amor pela natureza. Se todas pessoas tivessem oportunidade de conviver em contato direto com nossa flora e fauna, provávelmente aprenderíam a amar,respeitar e preservar nossas riquezas
    naturais.Qual é o preço disso em reais? Existem valores que os interêsses econômicos não podem comprar. Quanto a vir diminuindo o número de campistas,além
    de outros fatores,é uma consequência da
    insegurança advinda da INCERTEZa de que o
    Camping abrirá,pois nos últimos anos sempre surgem comentários que não vai abrir. Surprendo-me,também,que o ESTADO permita que um Camping conhecido interna-
    cionalmente desde 1975,sendo um dos melho-
    res do BRASIL,servindo como referência de lazer com respeito a natureza,mostrando as belezas de Santa Catarina,possa ser desativado. Esta área deve permanecer como
    Reserva Natural mantendo o CAMPING DO RIO VERMELHO. Esta é minha opinião.

  15. Alexandre Barbosa

    Fatma mente e é irresponsável. Escrevo a respeito da abertura do camping do Rio Vermelho para a temporada 2012. Na verdade soube que o mesmo não irá abrir por má gestão da secretaria. Na realidade alegam que falta condições apropriadas para atender aos turistas e tal, na verdade o que falta é boa vontade dos gestores em disponibilizar as instalações para os campistas, pois alegam que o local tem um custo muito alto e não dá lucro. Bem na verdade o local é uma reserva do povo e dúvido que a prefeitura ou o Estado não tenham dinheiro para disponibilizar o minimo de infra aos turistas. Não podemos ficar parados diante de tanta incompetência e não podemos admitir que simplesmente digam que o camping do Rio Vermelho não irá abrir em 2012 para que façam reforma e possam abrir no próximo ano. Políticos, por favor vamos respeitar os seus eleitores e ai vai meu apelo para a abertura deste que é um patrimônio de todos e que simplesmente não digam que não, não iremos abrir o camping, frustando muitas pessoas que esperam todos os anos por momentos junto a natureza. Agradeço a atenção.

  16. Estimados amigos brasileños, uruguayos y argentinos.

    Vivo en Martinez, Prov. Buenos Aires, Argentina. Por mas de 25 años soy campista del hermoso Camping de Rio Vermelho. Allí fue donde viví las mejores vacaciones de mi juventud, conocí amigos con los cuales aun hoy nos seguimos reencontrando cada año en nuestras vacaciones, y nuestros hijos disfrutan hoy del mismo lugar y ambiente familiar, tal como lo hicimos nosotros… es decir… una Tradicion! Una forma de vida sencilla de camping, donde disfrutar de la naturaleza, compartir con el otro y fomentar la camadería y la amistad, son valores muy preciados por los “FANÁTICOS CAMPISTAS DE RIO VERMELHO”.
    Seguramente todo esto no sea de interés para los funcionarios o grandes grupos económicos donde sus únicos valores son la rentabilidad, intereses económicos o políticos, y en donde el beneficio es para unos pocos…
    Realmente es inaceptable la resolucion de FATMA, y me adiero al voto para que el Camping de Rio Vermelho reabra sus puertas la proxima temporada.

    Mi Familia y yo estaresmos allí presentes para disfrutar nuevamente de unas Felices Vacaciones!!!

  17. Qué lamentable noticia.Hace 12 años que acampamos durante enero en el camping. Allí hicimos amigos no sólo brasileros sino también de otros países. Es de esperar se logre una solución en breve, ya que numerosos campistas amigos de ese lugar maravilloso no esperaban una decisión de esta naturaleza en este preciso momento (a días de partir). Y también que se logre para el futuro una concesión o arreglo duradero para que no se repita esta situación. La importancia turística y por lo tanto económica que tiene ese hermoso lugar para la isla y su zona de influencia no puede ignorarse, especialmente por la gran responsabilidad política que conlleva una decisión de este tipo ante la comunidad. Esperemos que prive la racionalidad.

  18. Felipe Travessas

    Muito triste o descaso da FATMA para com os turistas e mesmo para com a própria cidade de Florianópolis. Alegações de prejuízos só se justificam pela completa incompetência de gestão. Lamentável.

  19. Rubens Drexler

    Este Camping funciona a mais de 30 anos e, em menos de 3 anos a FATMA conseguiu fecha-lo. Parabens… pela bela administração.

  20. Concordo realmente com os depoimentos indignados com o descaso do local por parte do próprio governo, que deveria investir para manter e melhorear o espaço que é parte de nossa cultura e um direito de todo cidadão. Se o camping for privatizado ficará claro e evidente que não passa de uma manobra que favorecerá uma série de sujeiras. Mantenhamos nossos olhos abertos, pois a politica brasileira que nos envergonha será banida pela força dos bons juntamente próprio povo. Façamos a revolução e lutemos todos pela justiça sempre que suas forças contrárias ameaçarem a humanidade!!!

  21. Hemos acampado durante mas de 10 años en ese camping y guardamos los mas hermosos recuerdos.Quisieramos saber si se abrira para la temporada 2012-2013.Gracias

    Estamos acampados há mais de 10 anos no parque de campismo e manter os recuerdos.Quisieramos mais belas sei se ele vai abrir para a temporada 2012-2013.Gracias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.