Faixa de areia está menor nas praias de Florianópolis e pode comprometer temporada de verão
17/10/2011
Pista liberada na SC-401
17/10/2011

Muro de contenção construído há um ano na Praia da Armação, em Florianópolis, está cedendo

Construído há pouco mais de um ano, na Praia da Armação do Pântano do Sul, em Florianópolis, para conter o avanço do mar sobre as casas, o muro de pedras de R$ 10 milhões está cedendo. Ainda não finalizada, a obra, de 1,7 quilômetro, aguarda trabalhos de urbanização e humanização.

O secretário de Obras da prefeitura de Florianópolis, Luiz Américo, garantiu que já foram tomadas providências. Foi acionada a empresa que projetou a obra, Sotepa, e a que executou, a SulCatarinense, para avaliarem o que causou o problema.

— Isso não era para ter acontecido. Vamos ter que levantar o que pode ter ocasionado essa situação e arrumar o muro — observou.

Ele foi construído para tentar conter o avanço do mar sobre a areia. Em maio do ano passado, ressacas prejudicaram a estrutura de 31 casas, derrubando 12 residências. Na época, o dinheiro para a contenção foi liberado pelo Ministério da Integração.

Da pasta, ainda são esperados outros R$ 13 milhões para outras obras de recuperação da praia, como o alargamento da faixa de areia, já que cerca de 700 metros dela sumiram. Outro trabalho previsto é o desassoreamento do Rio Quincas e Sangradouro.

O projeto para garantir os recursos foi entregue ao ministério, em julho, pela prefeitura. Na época, foram pedidas algumas correções. De acordo com o secretário, elas foram feitas e devolvidas a Brasília.

— Não sei quando este recurso virá, porque o ministério não nos deu nenhum prazo. Estamos no aguardo — informou o secretário.

Prefeitura estuda instalar passeios, deques e bancos

Américo estima que as obras devem ficar prontas em até dois anos a partir do início da construção. Ainda terá que ser feito o projeto de execução e estudos de impacto ambiental.

Com o recurso federal, o muro será reformado. Em julho, a prefeitura assinou o contrato, no valor de R$ 128,8 mil, com a empresa responsável pelo projeto de urbanização, e estuda colocar passeios, deques e bancos.

(DC,15/10/2011)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *