Uma vizinhança um pouco diferente
06/06/2011
Os velhos e os novos moradores
06/06/2011

Jardim botânico

Data de 1988 a primeira proposta para a criação de um jardim botânico em Florianópolis. Lá se foram 23 anos, e a implantação deste importante equipamento para a preservação de parte do frágil ecossistema da Ilha de Santa Catarina e para o lazer e a conscientização ecológica de sua população continua apenas na intenção. Recentemente, a ideia voltou ao foco, quando a empresa OSX, que planejava instalar um grande estaleiro na região, prometeu investir R$ 20 milhões no empreendimento, plano que também não foi adiante.

Em boa hora, chega a notícia de que o governo estadual, através da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, busca alternativas para viabilizar o projeto, de início em uma área de 25 hectares no Itacorubi, cujo mangue está sob ameaça permanente da especulação imobiliária e das ocupações predatórias. O titular da secretaria, Cesar Souza Junior, espera que este espaço possa ser aberto ao público até o final do ano.

Amanhã, dia 5 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, que, por indicação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), este ano é dedicado à preservação das florestas e áreas verdes, ecossistemas considerados essenciais à qualidade de vida e mesmo à sobrevivência do homem no planeta. Neste contexto, jardins botânicos avultam como equipamentos urbanos de rara importância, principalmente em uma cidade como a Capital, onde são escassos os parques, praças e outras áreas dedicadas ao verde e à convivência.

Que, desta vez, o tão desejado e sonhado jardim botânico saia, enfim, do pântano das intenções e chegue, em sua primeira etapa, ao Itacorubi e ao seu mangue, que está em risco.

(Editorial, DC, 04/06/2011)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *