Turista reprova serviço de táxi em Florianópolis
17/03/2011
Avenida Paulo Fontes: Com educação, não há confusão
17/03/2011

Avenida Paulo Fontes: Liberação para carros provoca polêmica

A Avenida Paulo Fontes, no Centro de Florianópolis, reabriu ontem para o tráfego de carros, e a Guarda Municipal teve dificuldade em controlar o movimento intenso de pedestres. Muitos usuários do Terminal de Integração do Centro (Ticen) não sabiam da mudança e se mostraram insatisfeitos de voltarem a disputar espaço com os veículos. Já os motoristas aprovaram a liberação da via.
Após ser adiada por duas vezes em menos de uma semana, a avenida foi finalmente reaberta às 8h50min de ontem, logo após o horário de pico. O dia inteiro se ouviu o barulho dos apitos dos guardas, que tentavam orientar as pessoas que insistiam em atravessar a faixa enquanto o sinal estava verde para veículos.
Para ter maior controle, a corporação chegou a colocar cones para reduzir o tamanho da faixa de pedestres. No local, circulam mais de 200 mil usuários por dia.
– O maior problema que enfrentamos é o desrespeito dos pedestres com a sinalização. Precisaremos controlar o trânsito por pelo menos duas semanas – acredita o comandante da Guarda Municipal, Ivan Couto.
Além dos pedestres, houve motoristas que se perderam com a mudança no trânsito no local.
Alguns deles, ao invés de seguir em uma das duas pistas para carro no sentido Beira-Mar Norte-Centro, acabaram entrando na pista exclusiva para os ônibus. No sentido contrário, onde foi liberada apenas uma pista, não ocorreu confusão.
Mudança foi devido à construção de elevado
Depois de um ano e meia fechada, a Paulo Fontes foi reaberta para o tráfego de veículos para evitar congestionamento durante a obra do Elevado Rita Maria. A mudança facilitou a vida dos motoristas que circulam pelo Centro.
– Já esqueci de entrar na Rua Padre Roma e tive que pegar a ponte e dar a volta em Coqueiros para retornar ao Centro. Isso tudo por causa do fechamento da Paulo Fontes. Agora está bem melhor – diz a professora Renata Mondardo, que nunca concordou com o impedimento de carros na via.
Outros motoristas não gostaram de passar pela experiência:
– É o dobro de tempo de sinal aberto para os pedestres passarem e eles ainda não respeitam quando o sinal está aberto para nós – reclama o motorista Valdir Luz.
(DC, 17/03/2011)
Pedestres criticam decisão
Usuários do Ticen que precisam atravessar a Avenida Paulo Fontes não gostaram da mudança. A maioria se diz preocupada com a segurança. O estudante de Direito Gabriel Ramos, 20 anos, que vai para o Centro todos os dias de ônibus, foi um deles.
– Existem muitas outras vias para os carros passarem, não precisava abrir a avenida aqui do Ticen. A Paulo Fontes fechada trazia mais segurança para nós, pedestres.
A preocupação faz sentido, pois atropelamentos eram comuns no trecho antes do fechamento, realizado há um ano e meio.
Em um deles, em 2003, um homem de 75 anos morreu quando um carro avançou no momento em que ele atravessava a faixa de pedestre.
– Liberar a pista para carros é um absurdo. Vou ficar preocupada com a minha avó, que passa pelo terminal todos os dias – lamenta a assistente social Mônica Matuo, 33 anos, ao atravessar a faixa com a idosa Eva Medeiros, 76 anos, ao lado.
A guarda municipal operacional de trânsito Lúcia Gomes acredita que os dois lados, pedestres e motoristas, vão levar um bom tempo para se reeducar após a reabertura da avenida.
(DC, 17/03/2011)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *