Mobilidade e região metropolitana
16/02/2011
Infraero muda datas e faz novas promessas para ampliação do aeroporto Hercílio Luz
16/02/2011

Saiba como a FLORAM escolhe as plantas para vias públicas

A arborização pública é feita de acordo com cada local da cidade.

Os projetos elaborados na área de paisagismo da FLORAM são feitos para atender uma perspectiva de baixo custo, com pouca manutenção. São preferencialmente escolhidas plantas da flora nativa e perene.

O Superintendente da FLORAM, Gerson Basso, afirma que “A copa das árvores não pode interferir na rede elétrica nem atrapalhar a visão das pessoas em relação às placas de trânsito, e devem ter forma e tamanho compatíveis com o espaço disponível.”

Para passeios com largura mínima de 1,6m sob rede elétrica, as plantas mais indicadas são a pata-de-vaca, ipêzinho-amarelo, acácia e flamboianzinho. Já para passeios com largura mínima de 2m sem rede elétrica, recomenda-se o jacarandá, pau-ferro, sete capotes e sibipiruna. Para praças, as plantas mais recomendadas são a timbauva, guajuvira, embauba e canafistula, todas nativas.

Segundo Francisco Antônio, Chefe de Licenciamento Ambiental, normalmente não são escolhidas plantas com raízes profundas, com folhas e frutos grandes para calçadas, para evitar o entupimento de bueiros e a falta de espaço para pedestres. Nas praças, já é possível ter maior liberdade de escolha das plantas, levando em consideração o contraste de cores e a época de floração.

(PMF, 15/02/2011)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *