Encontro reúne em Florianópolis cientistas que avaliam mudanças climáticas
27/10/2010
Beira-Mar
27/10/2010

Energia limpa traz 400 mil euros para a Unisul

Para disseminar e fomentar o uso de energias limpas em toda a América do Sul, a Comissão Européia aprovou e irá financiar o projeto REGSA (Geração de Energia Elétrica através de Fontes Limpas). Sob a liderança da Universidade de Ciências Aplicadas de Hamburgo (Alemanha), participam a Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), a Universidade do Chile e a Pontifícia Universidade Católica de Bolívia. O investimento de 400 mil euros (equivalente a R$ 900 mil) será repassado à Unisul durante os quatro anos de duração do projeto, que tem início previsto para o próximo mês.

O projeto de extensão é mais um resultado das ações do programa Joint European-Latin American Universities Renewable Energy Project (JELARE), um consórcio de universidades europeias e latino-americanas financiado pelo programa Alfa III da Comissão Europeia para promover iniciativas inovadoras de educação e pesquisa orientadas ao mercado de trabalho no setor das energias limpas, tanto nas escolas superiores latino-americanas como nas europeias.

Especificamente com o REGSA, o objetivo é contribuir para a disseminação do uso das fontes de energias limpas na América do Sul através do envolvimento da sociedade, dos setores público e privado e de ONGs. A Universidade do Chile será responsável por um levantamento sobre o estágio atual das energias renováveis na América Latina. Já a Universidade Católica da Bolívia conduzirá uma análise de impactos técnicos e socioeconômicos das energias limpas nos três países participantes. A Unisul, por sua vez, coordenará projetos piloto em três comunidades. “Iremos selecionar uma comunidade no Brasil, outra na Bolívia e a terceira no Chile, para o desenvolvimento e implementação de ações ecologicamente sustentáveis”, ressalta o professor da Unisul Baltasar D’Andrade Guerra, supervisor do JELARE no Brasil.

O professor Youssef Ahmad Youssef, da Unisul, também supervisor do JELARE Brasil e co-autor do projeto REGSA, lembra que a Unisul já tem atividades de extensão dessa natureza em várias comunidades dos arredores do campus Grande Florianópolis. “Esse projeto contribuirá em particular com uma dessas iniciativas, liderada pela professora Elisa Moek, e que basicamente extrai bicombustível dos resíduos urbanos gerando eletricidade com sustentabilidade em comunidades carentes. Nesse caso, o REGSA vai conduzir um estudo de viabilidade, treinar, mediar e divulgar internacionalmente essa iniciativa.”

Além disso, a Unisul também organizará seminários e mesas redondas nos três países para promover os resultados do projeto e incentivar maior diálogo entre a sociedade civil, empresários do setor elétrico e governos. Estão previstos ainda a publicação de livros, organização de eventos e seminários.

(DeOlhoNailha, 27/10/2010)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *