Base da PM no Maciço do Morro da Cruz está abandonada
23/06/2010
A Terra está esfriando?
23/06/2010

Novo acesso entre São José e Florianópolis será aberto hoje

Obra deve driblar trânsito e facilitar o acesso de quem sai de São José e entra em Florianópolis

Será inaugurada hoje, às 10h, a obra que integra os municípios de Florianópolis e São José. O acesso é uma alternativa para driblar os congestionamentos entre a Beira-Mar de São José e a Avenida Ivo Silveira, em Florianópolis. O trecho teve um custo de R$ 5,2 milhões.

De acordo com o secretário de Infraestrutura de Florianópolis, Luiz Américo Medeiros, a ampliação da Avenida Beira-Mar de São José, que faz a ligação da via com a Rua Dom Pedro II, na Capital, perto do acesso à Via Expressa, virou assunto entre as prefeituras das cidades vizinhas em 2006.

O secretário de Infraestrutura de São José, Sanderson de Jesus, afirmou que o estrangulamento do trânsito, que havia na Avenida Presidente Kennedy, tumultuava o comércio e a organização da cidade.

Para custear a obra que facilitará a integração entre os dois municípios, foi feita uma parceria entre as prefeituras. A Florianópolis, coube a execução da Ponte do Rio Araújo e acesso à Via Expressa. A São José, a ligação da Avenida Beira-Mar com a ponte e a colocação de um pórtico. Ciclovias e faixas de pedestres foram construídas no acesso.

O custo de R$ 4,5 milhões da parte da Capital e R$ 760 mil de São José foi bancado com recursos próprios dos municípios.

Projeto prevê Presidente Kennedy em mão única

A Beira-Mar de São José, na Capital, tem 700 metros de extensão e três faixas de mão única, no sentido São José-Florianópolis. É uma ligação direta com a Avenida Ivo Silveira, que desemboca na Via Expressa, e dará mais vazão ao fluxo de veículos porque não terá semáforos, ao contrário da rota utilizada antes pelos motoristas que vinham de São José (nas avenidas Josué Di e na Ivo Silveira há dois semáforos).

A ampliação da Avenida Beira-Mar faz parte de um projeto mais amplo que prevê transformar a Avenida Presidente Kennedy, em São José, em uma via de mão única, no sentido do Centro Histórico.

A prefeitura estuda fazer campanhas para conscientizar os motoristas a deixar de utilizar a Presidente Kennedy e passar a adotar o novo acesso para Florianópolis. A adesão e o fluxo de veículos serão monitorados nas próximas semanas.

(Por Francine Cadore, DC, 24/06/2010)

Depois de adiada por cinco vezes

A inauguração do trecho que integra São José a Florianópolis foi adiada cinco vezes. A primeira data era 23 de março, como parte das comemorações dos aniversários das duas cidades. Depois, a promessa de liberação pulou para 31 do mesmo mês. Mesmo com o sistema viário concluído, com sinalização, pavimentação e meio fio, não houve a inauguração porque os prefeitos Dário e Djalma Berger estavam viajando.

Aí, o discurso mudou. A obra só poderia ser inaugurada quando os projetos do sistema viário e a urbanização estivessem concluídos. Isso incluiu a pavimentação dos acessos do entorno, ciclovias, calçadas e arborização. O pórtico, que ficará sobre a ponte do Rio Araújo, atrasou mais um pouco a esperada inauguração. Revestido de placas, demorou para ser finalizado. Houve um acidente com a estrutura, que caiu, entortou e teve de ser refeita.

Depois, o secretário de infraestrutura de São José, Sanderson Jesus, disse que a chuva atrasou a finalização das obras. O capítulo final da novela, que culminará na inauguração nesta manhã, ocorre quase um mês depois da última previsão, apontada para o final de maio.

Irmãos são réus por irregularidades

Os irmãos Dário e Djalma Berger são réus de um processo criminal que tramita no Tribunal Regional Federal da 4ª Região em Porto Alegre.

Depois de realizar uma auditoria na Beira-Mar de São José, o Tribunal de Contas da União (TCU) apontou irregularidades na construção da via, iniciada há 10 anos, quando Dário era prefeito e Djalma secretário de Obras. A denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal foi aceita pelo TRF em novembro de 2009.

Na Justiça Federal de Florianópolis, há uma ação civil pública de improbidade administrativa contra Dário também por causa da construção da Beira-Mar de São José. Moradores entraram na Justiça porque não queriam que um aterro fosse feito próximo ao Centro Histórico.

(DC, 24/06/2010)

Ponte vai ligar São José à Florianópolis

As Prefeituras de São José e Florianópolis inauguram às 10h de amanhã (24/10) o Pórtico e a Ponte sobre o Rio Araújo que vai ligar as duas cidades. Os Prefeitos de Florianópolis, Dário Berger, e de São José, Djalma Berger, realizam cerimônia de inauguração desta obra estratégica que vai desafogar o trânsito na região.

“É a realização de um sonho, onde a ligação entre São José e Florianópolis se firma como mais uma alternativa viária. Mas, sobretudo, é um abraço entre duas cidades importantes de Santa Catarina, que apesar de diversos desafios se consolidam no cenário nacional”, ressalta o prefeito Djalma Berger.

Para o Prefeito da Capital, Dário Berger, que já teve a oportunidade de administrar as duas cidades, é uma honra poder entregar este presente para a população. “Trata-se da concretização de uma antiga reivindicação da comunidade. Esta obra vai fortalecer ainda mais a região da Grande Florianópolis. É fundamental para o crescimento do Estado de Santa Catarina”.

Com 30 metros de extensão, a Ponte sobre o Rio Araújo contempla três faixas de rolamento, ciclovia e passeios pelos dois lados, totalizando um investimento aproximado de R$ 950mil. A previsão é que o novo sistema viário receba diariamente 15 mil carros, desafogando parte da avenida Presidente Kennedy, São José.

Motoristas devem ficar atentos às novas placas. Ao sai da Beira-Mar de São José, o tráfego seguirá para a ponte sobre o Rio Araújo, continuando pela rua Dom Pedro II, em Capoeiras, já em Florianópolis. Nesse ponto o motorista deverá seguir pela avenida Ivo Silveira, entra no acesso a Coqueiros ou subir no Elevado da Via Expressa (BR-282).

A integração da Avenida Beira-Mar de São José com Florianópolis é uma parceria entre as Prefeituras das duas cidades, sendo que a Prefeitura de Florianópolis responsabilizou-se pela execução da Ponte do Rio Araújo e vias de acesso a Via Expressa, enquanto a Prefeitura de São José teve a atribuição de fazer a ligação da Avenida Beira-Mar com a ponte sobre o Rio Araújo e o Pórtico.

Projetado para composição arquitetônica do complexo viário desses dois municípios, o Pórtico combina estrutura metálica com base em concreto armado em modelo estaiado, formado por dois pilares de onde partem cabos de aço. O monumento possui aproximadamente 20 metros de abertura e 36 metros de altura. O investimento da Prefeitura de São José com a execução do Pórtico é de cerca de R$ 370mil.

(PMF, 23/06/2010)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *