“Energia solar é própria para o Brasil”
29/03/2010
Divulgado vencedores do concurso para revitalização da Biblioteca Pública
29/03/2010

Condomínio no Campeche terá energia eólica

Um conjunto de casas em Florianópolis, em Santa Catarina, apelidado de Neo, será o primeiro condomínio do país a produzir parte da própria energia por meio de turbinas eólicas.

Serão dois aerogeradores alimentando aquecedores centrais com cerca de 5 quilowatts por hora cada. “Com a ajuda de paineis de energia solar, a intenção é conseguir esquentar 100% da água das 24 residências”, diz o arquiteto e urbanista nascido em São Paulo, Jaques Suchodolski. Ele conta que passou dois anos pesquisando para montar o empreendimento, até escolher as turbinas adequadas e projetar todos os detalhes do condomínio.

“As turbinas não são as mais potentes do mercado”, diz ele, “mas têm forte apelo estético e forma de hélice, que evita provocar a morte de pássaros”. Caso o vento esteja forte e sobre alguma energia, ela poderá ser usada, por exemplo, para aquecer a água das piscinas ou em áreas comuns.

Outros atributos ecológicos estarão presentes no condomínio, como reaproveitamento de água da chuva e estação de tratamento de água. O projeto faz parte de um conceito para empreendimentos mobiliários chamado Next Generation.

Suchodolski não revela o investimento total do projeto, mas conta que cada turbina custou 16 mil dólares. O preço para viver em um dos apartamentos ecológicos, que só ficam prontos em 2012, vai começar nos 400 mil reais.

(Portal Exame, 28/03/2010)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

1 Comentário

  1. Christinne disse:

    Excelente a idéia do projeto, espero que isso impulsione várias grandes construtoras a seguirem essa idéia, pois é possível obter o retorno do investimento sem agredir o meio ambiente. Parabéns pela iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *