Secretário fala sobre saída de Marcondes
07/10/2009
Secretaria responde questões sobre Saneamento em Florianópolis
07/10/2009

Renúncia será em abril

Governador Luiz Henrique confirma que sairá em férias, a partir de janeiro, e não voltará mais ao cargo

Está definido. No dia 5 de janeiro o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) passará a caneta a Leonel Pavan (PSDB). A ideia é, inicialmente, tirar férias, que serão seguidas por uma licença, para que a renúncia ocorra no dia 3 de abril de 2010. A data foi confirmada pelo governador ao DC, no final da reunião com os líderes da tríplice aliança.

O encontro, realizado ontem à tarde na Casa d’Agronômica, serviu para uma nova reafirmação dos caciques do PMDB, PSDB e DEM em torno do projeto de manutenção aliança nas eleições de 2010. Para o governador, trata-se de uma equação fácil de resolver, já que juntos os partidos terão quatro vagas no pleito majoritário.

– As conversas e as pesquisas reforçam o projeto de estarmos juntos, isso ficou muito claro na reunião – resumiu Luiz Henrique.

Ele negou ainda que a renúncia em favor de Pavan também fizesse parte dos acordos entre os partidos. Segundo o governador, o gesto representa a confiança que ele tem no vice, além de permitir agenda livre para as articulações políticas.

Reuniões agora serão mensais

Leonel Pavan destacou também a vontade do PSDB em manter o projeto da tríplice aliança, mas lembrou que ainda falta muito tempo para as eleições e que há muitos fatores que influenciarão a escolha de um nome. Em relação à administração, o tucano garante que dará continuidade às ações de governo e que só deve mudar os cargos da cota pessoal do governador. Nas demais pastas, as definições devem ser feitas em conjunto com os partidos da base.

O presidente estadual do PMDB, Eduardo Pinho Moreira, classificou a reunião como “muito boa”, embora não tenha avançado nas definições de critério de escolha para o candidato. De acordo com ele, a partir de agora os encontros da tríplice aliança passam a ser mensais, tanto para a análise dos cenários, como para fazer a sintonia fina entre os partidos.

O mesmo discurso foi adotado pelo presidente estadual do DEM, senador Raimundo Colombo, que destacou que o projeto da tríplice aliança saiu fortalecido. Além do governador e dos presidentes estaduais dos três partidos, também participaram da reunião o ex-senador Jorge Bornhausen, o presidente da Assembleia, Jorginho Mello, o prefeito da Capital, Dário Berger (PMDB) e o coordenador estadual do DEM, Antonio Ceron.

(Natália Viana, DC, 07/10/2009)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *