Obra da Casan é embargada no Sul da Ilha
29/07/2009
Duplicação pode sair em 2010
29/07/2009

Tubulações submersas são questionadas

A proposta da Casan tem provocado a reação dos moradores da Capital. A população questiona a eficiência das tubulações submersas que pretendem lançar o esgoto tratado no mar.
No mês passado, a comunidade do Campeche, no Sul da Ilha, fez um seminário para discutir soluções e alternativas para a questão do tratamento do esgoto.
– No fim de 2008, a estação de tratamento de esgoto instalada no Centro da Capital deixou escapar esgotos sólidos na Baía Sul, criando uma mancha preta no mar – relembrou Jeffrey Hoff, integrante do Movimento Municipal de Saneamento Básico e Ambiental de Florianópolis.
Enquanto questões como esta são encaminhadas, a situação do esgoto em Santa Catarina é tão grave que o Estado apresenta o segundo pior índice em cobertura de saneamento do país, à frente apenas do Piauí.
Um diagnóstico da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) revela que são lançados 576 milhões de litros de esgotos, por dia, nos mananciais do Estado. Além disso, constata que somente 9,95% da população catarinense tem tratamento de esgoto.
(DC, 29/07/2009)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *