Sala Verde UFSC organiza visita monitarada ao projeto Jardim Comestível
05/06/2009
Código Ambiental completa dois meses sem dilemas
05/06/2009

Tempo para grudar na tela

Florianópolis Audiovisual do Mercosul abre hoje no Centro de Eventos da UFSC com longa-metragem de Julio Bressane

A Erva do Rato, filme de Julio Bressane, é a grande atração da noite de hoje na abertura da 13ª edição do Florianópolis Audiovisual do Mercosul – FAM 2009. Até o dia 12 de junho serão exibidas nas mostras competitiva infanto-Juvenil, mostra Competitiva de vídeos, extra-FAM, mostra Fenaco Peru, mostra francesa, mostra portuguesa, mostra cordobesa e a latina La Cinta Corta.

O FAM está de casa nova nesta 13ª edição. O tradicional evento, que todo ano apresenta ao público catarinense um panorama da cinematografia de diversos países, será realizado no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Dividido em várias mostras simultâneas, todas com entrada gratuita, o FAM 2009 exibirá cerca de 200 produções audiovisuais, numa extensa maratona cinematográfica, que inclui entre diversos gêneros de ficção, animação e documentários em diferentes formatos com filmes de alta qualidade, que muitas vezes não encontram espaço no circuito comercial.

Inspirado livremente nos contos A Causa Secreta e Um Esqueleto, de Machado de Assis, o longa-metragem A Erva do Rato, de Julio Bressane, é protagonizado por Selton Mello e Alessandra Negrini. O filme começa com o encontro no cemitério dos dois personagens, denominados simplesmente de Ele e Ela. É o primeiro indício da morte, constante na narrativa. Ele a traz para casa, onde desenvolvem um estranho relacionamento afetivo e também profissional. Comédia aguda, A Erva do Rato não é um filme confortável de se assistir. A fotografia de Walter Carvalho é uma atração a mais no longa.

O público catarinense também poderá conferir, em primeira mão, produções do cinema sul-americano – como o filme argentino El Fin de la Espera, de Franciso D’Intino – e o uruguaio Polvo Nuestro que estás em los Cielos, da diretora Beatriz Flores. O encerramento do evento no dia 12 traz o recém-lançado Budapeste, de Walter Carvalho, uma adaptação do livro homônimo de Chico Buarque.

A concorrida Mostra Competitiva de Curtas traz 28 produções em 35 mm, com premiações em várias categorias, participação popular e início sempre às 19h. As exibições acontecem no Centro de Cultura e Eventos da UFSC e auditórios da Reitoria, Cento de Comunicação e Expressão (CCE), Centro Tecnológico (CTC), Centro Socioeconômico (CSE) e Departamento Artístico e Cultural (DAC) – todos localizados no Campus Universitário.

Uma outra vertente que caracteriza o FAM é o Fórum Audiovisual do Mercosul, evento que reúne produtores, diretores, distribuidores e exibidores de vários países, debatendo temas como: políticas de integração audiovisual, convergência digital, editais de incentivo à produção e difusão de obras audiovisuais.

Serviço
Amanhã:
10h – Auditório da Reitoria
Mostra Francesa
> Nem todos morriam, mas todos eram afetados, de Sophie Bruneau e Marc-Antoine Roudil, Documentário, 1h20′
14h – Auditório Garapuvu – Mostra Extra-FAM
> O sal da terra, de Elói Pires Ferreira, Ficção, 1h30′
14h15min – Auditório da Reitoria
> Mostra Portuguesa _ Onda Curta
> História trágica com final feliz, de Regina Pessoa, Animação, 7’46”
> Para cá dos montes, de Joaquim Pinto, Ficção, 23’21”
> Ao fundo do túnel, de João Pupo, Ficção, 15’47”
> Conserva acabada, de João César Monteiro, Ficção, 12’24”
> Rapace, de João Nicolau, Ficção, 22’32”
> A olhar para cima, de João Figueiras, Ficção, 14’48”
15h – DAC Mostra Infanto-Juvenil 1 – indicação a partir de 10 anos
> Gol a Gol, de Bruno Carvalho (RS), Ficção, 12′
> Mocó Jack, de Luiz BoTosso e Thiago Veiga (GO), Animação, 11’28”
> Rose Dollz _ Hora do Show, de Rodrigo Santos (SP), Animação, 3’30”
> Meninos do Engenho, de Ademir Damasco (SC), Documentário, 18′
> Contatos Siderais antes do Colegial, de Ale McHaddo (SP), Ficção, 15′
> 15 minutos de fama, de B. Mancuso, J. Sato, V. Mazzon (PR), Ficção, 15′
16h – Auditório Garapuvu – Mostra de Vídeos Mercosul
> Um artilheiro no meu coração, de Lucas Fitipaldi, PE, Documentário, 20´
> Um lugar para beijar, de Neide Duarte, SP, Documentário, 28´25
> Isca, de Yannet Briggiler, SC, Animação, 3´42”
> María o el fracasso, de Gustavo Galuppo, Argentina, Ficção, 11´
> Signos, de José E. Nasello, Argentina, Animação, 4´15”
> La culpa, de Martín Murúa, Argentina, Ficção, 20´
16h15min – Auditório da Reitoria – Mostra Portuguesa
> Recordações da casa amarela, de João César Monteiro, Ficção, 2h
19h – Auditório Garapuvu – Mostra de Curtas Mercosul
> Ana Beatriz, de Clarissa Cardoso, Brasília (DF), Ficção, 9’13”
> Desaprumo, de Marcos Vinícius D’Elboux (SC), Ficção, 14´
> Menino Aranha, de Mariana Lacerda, SP, Documentário, 13′
> Quarto de espera, de Bruno Carboni e Davi Pretto(RS), Ficção, 12′
> Dossiê Rê Bordosa, de César Cabral (SP), Animação 16, 16′
21h – Auditório Garapuvu
Mostra de Longas Mercosul
> El fin de la espera, de Francisco D´Intino, Argentina, Ficção

(DC, 05/06/2009)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *