Agressão consentida
23/06/2008
A cidade dos meus sonhos
23/06/2008

Ao volante de uma caminhonete Mitsubishi L200 GLS, o microempresário Diógenes Gava iniciou, ontem, ao meio-dia, uma viagem de conscientização para divulgar o projeto Verde Combustível Vegetal. Acompanhado do engenheiro eletricista Rodrigo Martins da Silva, Diógenes planeja percorrer 6,5 mil quilômetros pela costa brasileira com destino a Belém (PA) utilizando como fonte de combustível apenas óleo vegetal usado.
A viagem é resultado de uma pesquisa de dois anos, que buscou alternativas de combustíveis, como a gordura animal e vegetal. Com os primeiros resultados positivos, Diógenes passou a coletar óleo vegetal de cozinha usado, que, após reciclado, abastecia a caminhonete a diesel adaptada para receber o novo combustível.
Atuante na área de geração de energia elétrica alternativa, o engenheiro eletricista Rodrigo Martins da Silva emprestou o apoio da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Extensão da Universidade do Sul de Santa Catarina (Faepesul-Unisul).
Rodrigo se interessou pelo projeto e sugeriu a utilização da tecnologia em benefício de entidades filantrópicas e empresas que descartam grandes quantidades de óleo.
– Mas eu disse para ele que, primeiro, te- ríamos que tornar o projeto notório e, por isso, vamos fazer a viagem – explicou.
Mas, antes de percorrer 6,5 mil quilômetros até o Norte do país, Diógenes e Rodrigo promoveram uma série de testes com mais de 70 mil quilômetros rodados. Acabaram por derrubar alguns mitos do mundo mecânico, como entupimento do bico injetor e o acúmulo residual de glicerina eventualmente não queimada.
– O óleo vegetal tem alta lubricidade e a autonomia é igual ao de um motor a diesel – afirmou.
Em 12 dias, Diógenes espera chegar a Belém (veja o roteiro no mapa, com saída de Nova Veneza) divulgando, por 11 estados, os principais benefícios do óleo vegetal usado como combustível: o não-descarte do óleo no meio ambiente e a taxa de emissão de dióxido de carbono (CO2) 90% inferior ao dos combustíveis fósseis.
O combustível da viagem está todo armazenado em um grande tanque instalado na carroceria da caminhonete. São mil litros de óleo vegetal usado, que serão suficientes apenas para chegar à capital paraense.
O retorno da dupla será feito de acordo com a coleta, quando também pretendem passar no Palácio do Planalto, em Brasília, para entregar um documento com a experiência.
(Cristiano Dalcin, DC, 23/06/08)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *