Governo lança edição 2008 do Prêmio Cinemateca
10/06/2008
Ambiente: Tempo de Alianças
11/06/2008

Recife e João Pessoa – que juntas, têm uma frota de aproximadamente 360 mil automóveis – passaram a contar com máquinas que permitem fazer manutenção de ar-condicionado automotivo sem liberar na atmosfera os gases de refrigeração, os CFC. Essas substâncias, presentes apenas em veículos com mais de dez anos de fabricação, destroem a camada de ozônio, o que agrava a intensidade dos raios solares e aumenta problemas de pele.
Doadas por um programa do PNUD e do Ministério do Meio Ambiente a empresas de manutenção, essas máquinas coletam e reciclam o CFC. A iniciativa faz parte do Plano Nacional de Eliminação de CFCs, que envolve US$ 26 milhões de um fundo internacional do Protocolo de Montreal. Foram 13 máquinas, doadas a três empresas de João Pessoa e dez do Recife durante o evento de entrega, em 26 de maio, no Recife. No encontro, cerca de 20 técnicos de manutenção receberam treinamento do PNUD para utilizarem os equipamentos de forma correta e participaram de oficinas de conscientização sobre preservação do meio ambiente.
As máquinas são usadas na manutenção de aparelhos de ar-condicionado de carros fabricados até 1997, quando foi proibida a produção dos gases CFC no Brasil. Elas trabalham especificamente com o CFC-12, um tipo de CFC (clorofluorcarbono) usado em refrigeração. Recolhem o gás, reciclam-no e devolvem-no ao aparelho. Além de garantirem o reaproveitamento do CFC-12, as máquinas impedem que haja vazamentos para a atmosfera durante a manutenção.
Os equipamentos ficam com as empresas por três anos. Se nesse período elas enviarem para o programa um relatório mensal de acompanhamento das atividades, detalhando a quantidade de gás coletado e reciclado e as normas de segurança adotadas, ficarão permanentemente com as máquinas.
Desde 2005, o programa brasileiro já doou 360 máquinas e treinou cerca de 500 profissionais de 17 Estados. Outras 2 mil máquinas foram dadas a empresas que trabalham com manutenção de refrigeradores. “Com a doação dos equipamentos foi possível reduzir o consumo das substâncias destruidoras e aumentar o seu tempo de utilização”, diz a responsável no PNUD pela distribuição dos equipamentos, Ana Cristina Ferrão.

(Fonte: PrimaPagina/PNUD)

(Ambiente Brasil, 11/06/08)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

2 Comentários

  1. Debora disse:

    Bom dia,
    Gostaria apenas de expressar a minha indignação em relação a materia da Recordo exposta ontem:
    O assunto é uma cadelhinha na qual foi alvo de quatro tiros e que os suspeitos são dois funcionarios da Usina de Lixo.
    Impressiontante como existem esses SERES (que não chamo de animal nem ser humano)que faz esse tipo de maltrato a um animal inocente.
    Gostaria que se fosse provado, que eles ficassem por muitos anos presos para ver se conseguem se enquadrar na sociedade, pois, gente assim, não está apta a conviver em civilização.
    Gostaria muito de ve-los como alvo para tiro também,pois, iriam ver o que a cachorrinha sentiu. Essa raça ruim acha que animal, nao sente dor? eles tinham que sentir na propria pele.
    E triste uma cidade como Florianopolis, linda ter no jornal uma raça dando mal exemplo.
    Obrigada.
    Debora Brandao
    Rio de Janeiro

  2. TIAGO MOURA disse:

    Sou proprietário de uma empresa que coleta óleo de cozinha usado em residências ou estabelecimentos, o que ta faltando realmente é mas interesse de algumas pessoas em relação a reciclagem e preservação do nosso meio ambiente, pois o que não faltam são meios de preservar. Caso alguém queira informação sobre a coleta é só ligar e darei qualquer tipo de informação referente ao assunto. (81) 9459-0340 OU (81) 9940-3568 TIAGO MOURA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *