Sarau Boca de Cena terá apresentação nesta quarta-feira
18/06/2008
Concerto para Comunidade apresenta-se nesta sexta-feira
18/06/2008

Cidades catarinenses recebem a Mostra do Cinema Italiano Clássico

O Forum Parlamentar Ítalo Brasileiro e o COMITES – PR e SC estão promovendo em varais cidades catarinenses a Mostra do Cinema Italiano Clássico. As apresentações em Florianópolis estão prevista para agosto. Em todas as cidades as sessões terão entrada franca.
PROGRAMAÇÃO
Calendário
Balneário Camboriú
Quando: 23 a 28 junho
Local: FCBC – Arquivo Histórico de Balneário Camboriú
3ª Avenida, esquina com Rua 2.500,
88 330 – 102 Balneário Camboriú – SC
Mais informações: Karin Lodder
Fone/Fax: (47) 3264-5706
arquivo@camboriu.sc.gov.br
Turvo
Quando: Junho
Local: Associação Descendentes de Turvo
R. Romulo Pescador, 443
88.930-000 – Turvo
Mais informações: João Ivanor Dagostim
joãoivanor@yahoo.com.br

Içara

Quando:18 de julho
Local: Associação Ítalo Veneta de Içara – ACIVI
R Cruz e Souza, 176
88820.000 – Içara
Mais informações: Clair Martinello Faraco
clairmartinello@yahoo.com.br
icara.cultura@terra.com.br
048 96 21 05 99
048 34 32 31 84
Concórdia
Quando:22 a 26 julho
Local: Memorial Atílio Fontana
R. Romano Ancelmo Fontana,675
89700 000 – Concórdia
Mais informações:Sandra Mara Roman
memorialaf@netcon.com.br
049 34 44 03 14
049 34 44 09 78
049 34 42 00 26

Criciúma

Quando: 12,13,14 de agosto
Local: R. Henrique Chenaud, 25 ap 101
88802.390 – Criciúma
Mais informações: Derlei Catarina De Luca
derlei@engeplus.com.br
belalamini@terra.com.br

Laguna

Quando: Agosto
Local: Secretaria de Cultura
R. Voluntário Fermiano, 101
Prédio da Biblioteca Pública
88 790.000 – Laguna
Mais informações: M. Célia Bernardo da Silva
cultura@laguna.sc.gov.br
048 91 02 95 42
048 36 46 25 42
Florianópolis
Quando: Agosto (confirmar)
Local: ALESC
R. Jorge Luz Fontes,310
Fórum Ítalo Brasileiro (Sala das Comissões)
88020.900 – Florianópolis
Mais informações:Derlei Catarina De Luca
048 99 78 58 33
forumitalobrasileiro@alesc.sc.gov.br
Urussanga
Quando: 12 e 13 setembro
Local: Ass. Veneta de Sta Catarina
Av. Presidente Vargas, 116 2 an
88840 000 – Urussanga
Mais informações: Pres. José Cargnin
gioseppecargnin@hotmail.com
048 34 65 02 21
048 96 24 90 16
Nova Veneza
Quando: Outubro
Local: Associazione Trevisani Nel Mondo
Av José Ronchi, 306
Caravaggio
88 864-000 – Nova Veneza
Mais informações: Clélio Billieri
cleliobillieri@hotmail.com
048 99 54 76 81
048 34 76 02 17
048 34 76 03 82
Filmes

Oito e Meio
(Itália/França – 1963). Duração 132’. Direção de Federico Fellini, com Marcello Mastroianni, Anouk Aimée, Sandra Milo, Claudia Cardinale.
Guido é um famoso produtor de cinema, que está em crise tanto no campo profissional como no sentimental e que se vê preso num engarrafamento de trânsito. Assim começa sua viagem atormentada, entre a realidade e a imaginação, em um fantástico universo irreal onde magicamente misturam-se os pensamentos, as lembranças da infância, as memórias, as obsessões, os fatos reais e os sonhos.
O filme é uma reflexão autobiográfica sobre o trabalho de um produtor, sobre o cinema e principalmente sobre os grandes temas existenciais. Classificação livre. Cópia no original italiano / sem legendas em português.

A Aventura
(L’Avventura –Itália/França – 1960) Duração 133’. Direção de Michelangelo Antonioni, com Mônica Vitti, Gabrielle Ferzetti, Lea Massari.
“A aventura”, é o primeiro capítulo da trilogia da alienação, sucessivamente têm-se: “A noite” e “O eclipse”.
O silêncio, o vazio, o desconhecido e a distância são aspectos que envolvem as precárias relações entre os indivíduos e são os sinais poéticos da incomunicabilidade do maestro de Ferrara. Filmado divinamente em branco e preto, nas Ilhas Eólias, o filme revela a aventura existencial de uma jovem mulher. Durante uma excursão de barco, Ana desaparece em uma ilha semi-deserta. O namorado e a amiga a procuram em vão. Na realidade ela não se perdeu. Cansada da fragilidade das relações humanas e em plena crise existencial, procura fugir do vazio angustiante dessa sociedade burguesa. Classificação 14 anos. Cópia no original italiano / sem legendas em português.
O Leopardo (Il Gattopardo), Itália/1963, Duração 180’. Direção de Luchino Visconti, com Burt Lancaster, Claudia Cardinale, Alain Delon.
A decadência da nobreza e a ascensão da burguesia na época da Unificação da Itália são revividas através dos olhos desencantados do Gato Pardo, o Príncipe Fabrizio de Salina. É uma obra de arte de Luchino Visconti, inspirado no romance de Giuseppe Tomasi de Lampedusa, onde mudar tudo representa o percurso obrigatório para que tudo permaneça igual. – A película foi completamente recuperada e pela primeira vez o filme foi gravado em DVD. Classificação 14 anos. Cópia no original italiano / sem legendas em português.
Mamma Roma (Itália/1962). Duração 106’. Direção Píer Paolo Pasolini, com Anna Magnani, Franco Citti, Ettore Garofolo.
Filme ambientado no sub-proletariado romano. Após o casamento, Carmine, protetor de mãe Roma, decide deixar livre a prostituta para que esta possa refazer sua vida. Roma não vê a hora de romper com o passado, vai buscar seu filho Heitor, que vivia fora da cidade e começa a vender frutas e verduras no mercado do bairro. Mas o velho protetor não a deixa em paz porque gostaria que ela volta-se para as ruas. Tudo se precipita quando o filho descobre o passado da mãe e resolve deixar o trabalho e começa a roubar. As tentativas de Mamãe Roma de reconstruir sua vida parecem inelutavelmente destinadas a falir. Classificação 14 anos. Cópia no original italiano / sem legendas em português.
“Lamerica” (Itália/1994). Duração 110’. Direção de Gianni Amélio, com Enrico Lo Verso, Michele Plácido.
Drama de melhor estilo neo-realismo italiano, o roteiro acompanha a trajetória de um jovem comerciante, Gino, e seu chefe, Fiore, um homem mais velho e ambicioso. Aproveitando-se do caos existente depois da queda do comunismo, os dois decidem fazer negócios na Albânia, comprando uma fábrica de sapatos, por um preço abaixo do mercado.
Existe, porém, um obstáculo: a lei do país exige que a companhia seja comandada por um albanês. Em busca de um testa-de-ferro, eles encontram um preso político, Spiro Tozaï, um homem velho e doente, sem família e que há trinta anos cumpre pena em uma colônia de trabalhos forçados.
Tudo funciona à perfeição. O contrato é assinado e Fiore volta à Itália, deixando para Gino e Spiro a responsabilidade da fábrica. No entanto, um dia antes de um encontro com representantes do Ministério da Indústria, em que a presença do sócio albanês é imprescindível, Spiro desaparece. Gino consegue encontrá-lo com a ajuda da polícia, em um hospital longe da cidade, e resolve levá-lo de volta. No caminho, os pneus do carro de Gino são roubados, o que os deixa a pé e a milhas da capital.
Em uma Albânia devastada pela fome e pela revolução, Gino e o velho homem seguem milhares de migrantes, que estão justamente tentando escapar daquele local para tentar uma nova vida na Itália. Classificação 12 anos. Cópia com legendas em espanhol.
O Incrível Exército de Brancaleone (L’armata Brancaleone –Itália/França – 1966). Duração 114’. Direção de Mario Monicelli, com Vittorio Gassman, Carlo Pisacane, Catherine Spaak.
È um retorno à idade média através das românticas aventuras de Brancaleone de Norcia e de sua armada capenga, que juntos saem da cidade de Faleri para conquistar um feudo na região da Pulia.
O improvável Capitão Fortuna e os seus corajosos comparsas percorrem a Itália e deparam-se com uma série de acontecimentos cômicos: com a peste, com uma viúva voluntariosa, com o seqüestro de uma jovem virgem, com foras da lei e piratas sarracenos. Vitorio Gassman, perfeito no papel de cavaleiro. Classificação livre. Cópia no original italiano / sem legendas em português.

Giuseppe Di Vittorio. Vozes de ontem e de hoje
(Giuseppe Di Vittorio. Voici di ieri r oggi – Itália/2007). Duração 52’. Direção de Carlo Lizzani e Francesca Del Sette. Por ocasião dos 50 anos do falecimento de Giuseppe Di Vittorio (1892-1957), que foi presidente da principal central sindical italiana, a Confederação Geral Italiana do Trabalho – CGIL, entre 1944 e 1957), a Fundação Di Vittorio, da CGIL, produziu este documentário. Conta a trajetória do homem e do sindicalista, utilizando os relatos das testemunhas da época, e as falas dos estudantes do Instituto Righi, que atualmente vivem em Cerignola (Puglia), cidade onde nasceu Di Vittorio. Um conto polifônico dirigido por um diretor histórico e uma diretora emergente. Passado e presente, atenção para com a história e olhar impiedoso sobre o presente incerto, no qual Di Vittorio ainda permanece um ícone. O filme conta com a colaboração do maestro Nicola Piovani para a trilha sonora. Classificação livre. Cópia com legendas em português

Investigação sobre um Cidadão acima de Qualquer Suspeita
(Indagine su um cittadino al di sopra di ogni sospetto – Itália/1970). Duração 110’. Direção de Elio Petri, com Gian Maria Volonté, Florinda Bolkan, Gianni Santuccio.
No dia de sua promoção, o Chefe de Polícia mata, numa brincadeira erótica, sua amante Augusta Terzi ( Florinda Bolkan) e tenta incriminar um jovem esquerdista que também tinha caso com ela. Por chefiar as investigações, tem certeza de que é o único que não poderá levantar qualquer tipo de suspeita. Por isso mesmo não se preocupa em deixar pistas no local do crime que apontem diretamente para seu nome, pois quer provar que como representante do Poder está acima de qualquer suspeita e de qualquer possível incriminação. Em 1970 obteve o Prêmio Oscar como melhor filme estrangeiro. Classificação 14 anos. Cópia no original italiano / sem legendas em português.
O Homem das Estrelas (L’uomo delle stelle – Itália/1995). Duração 109’. Direção de Giuseppe Tornatore, com Sergio Castellitto, Tiziana Lodato, Leopoldo Trieste.
O filme se desenrola na Sicilia, na década de 1950 onde Jose Morelli é um vigarista que, para estorquir dinheiro dos ingênuos, finge ser um produtor de cinema e descobridor de novos talentos. Cobra mil e quinhentos liras por ensaio cinematográfico. As pessoas colocam-se diante de sua falsa filmadora e confessam dramas e pecados autênticos, com a esperança de que se fechem as portas de um paraíso profano e cintilante: Roma, a Capital, Cinecitá. Classificação 12 anos. Cópia no original italiano / sem legendas em português.
Beleza roubada (Io ballo da sola) –Itália/Inglaterra/França – 199 ). Duração 118’. Direção de Bernando Bertolucci, com Liv Tyler, Jeremy Irons, Carlo Cecchi.
Lucy é uma doce e bela adolescente que para desvendar o seu passado sai dos Estados Unidos e vai para a Itália, na região da Toscana. Vai em busca de respostas relacionadas a misteriosa identidade do pai e ao suicídio da mãe, que ocorreu na mesma casa onde se hospeda; também quer reencontar um rapaz inesquecível que conheceu nos Estados Unidos. Vários acontecimentos interligados, investigações e mistérios sucedem-se nesta comunidade cosmopolita, situada nas colinas do Chianti. Classificação 12 anos. Cópia no original italiano / sem legendas em português.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

1 Comentário

  1. roberto cecconi disse:

    Boa Tarde
    Gostaria de saber da possibilidade de conseguir uma copia do Filme O homem das
    Estrelas de Giuseppe tornatore, ou caminhos que eu possa consegui-lo.
    Grato
    Roberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *