Epagri promove exposição de Produtos Orgânicos na Capital
29/04/2008
Como reaproveitar a água da chuva em residências?
30/04/2008

Especialista diz que Brasil precisa avançar na prevenção aos desastres naturais

No lançamento do Ano Internacional do Planeta Terra, realizado em Brasília nos dias 23 e 24 passados, um dos temas debatidos no Seminário “O Planeta em Nossas Mãos” foi “Desastres Naturais – Minimizando os riscos, Maximizando a Segurança”.
De acordo com o Núcleo de Pesquisa e Aplicação de Geotecnologias em Desastres Naturais do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), essas ocorrências são conceituadas como o resultado de eventos adversos que causam grandes impactos na sociedade e distinguem-se, principalmente, em função de sua origem, isto é, da natureza dos fenômenos que os desencadeiam.
O representante do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, Agostinho Tadashi Ogura, disse no Seminário do AIPT que o país avançou muito em técnicas, métodos e medidas relacionados à previsão dos desastres naturais. “O risco geológico está muito bem assistido no Brasil, tecnologicamente”.
Em sua apresentação, Tadashi informou que, de acordo com o modelo de abordagem do Escritório de Coordenação dos Unidos para o Socorro em Caso de Catástrofe (Undro) – entidade fundada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1971 – as principais medidas para a redução dos desastres naturais são: identificação das ameaças ou perigos; identificação e análise dos diferentes cenários de risco; definição e implementação de ações de prevenção de desastres; planejamento para situações de emergência e informações públicas e treinamento.
No entanto, mesmo com os avanços na área de previsão – identificando onde, como e quando os desastres poderão acontecer – Tadashi disse, em entrevista exclusiva a AmbienteBrasil, que o país precisa avançar nas ações de prevenção. “Não basta identificarmos as possíveis áreas de risco, o Brasil precisa saber também o que fazer, e nisso ainda estamos atrasados”, avalia.
Para ele, os desastres causados por enchentes e inundações nas grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, estão relacionados, principalmente, a uma questão de caráter estrutural. “Essas cidades necessitam de obras de engenharia, e estas são muito custosas para o país”, resume.
Tadashi citou ainda que uma das principais medidas para o controle de enchentes e inundações está vinculado a mecanismos de planejamento e gestão que permitam controlar o desenvolvimento da drenagem urbana e minimizar o impacto das cheias numa dada região.
“A capacitação técnica e os programas de prevenção de desastres estão avançados no Brasil, mas necessitamos de uma melhor capacidade de gestão para os problemas relacionados aos desastres naturais. Precisamos, acima de tudo, resolver o problema da desigualdade social, pois as populações mais carentes são as mais vulneráveis aos desastres naturais”, disse Tadashi ao portal.
Os temas para pesquisa e divulgação do Ano Internacional do Planeta Terra (AIPT) foram escolhidos de acordo com sua relevância social, multidisciplinaridade e potencial de divulgação. Além disso, os assuntos selecionados chamam a atenção para os seus benefícios e, principalmente, os riscos que eles apresentam à humanidade se não forem discutidos sob a ótica da sustentabilidade.
De acordo com o Comitê Nacional do AIPT, o principal objetivo do projeto é contribuir para a melhoria do dia-a-dia das populações, especialmente nos países menos desenvolvidos.
(Fernanda Machado, Ambiente Brasil, 30/04/08)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

5 Comentários

  1. Tadeu Santos disse:

    Breve relato comentado
    SEMINÁRIO SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESASTRES NATURAIS EM SANTA CATARINA (ALESC/Fpolis)
    Apesar de a ALESC haver cancelado todas as atividades no dia 14 de agosto, devido à gripe, o seminário correspondeu à expectativa. Na abertura havia aproximadamente 200 pessoas, um considerável número de participantes em se tratando de eventos sobre meio ambiente com as tais características. Todos os convidados palestrantes compareceram e apresentaram suas falas de acordo com os painéis sugeridos pela organização da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da ALESC, presidida pelo Deputado Décio Góes e da Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas do Congresso Nacional, presidida pela Senadora Ideli Salvatti. Ambos estão de parabéns pela democrática iniciativa de proporcionar o debate sobre tão problemático e delicado tema, principalmente aqui em Santa Catarina. Estado que aprovou um permissivo código contrário ao Código Florestal, justamente onde mais têm apresentado ocorrências de desastres resultantes das mudanças climáticas, como as violentas enchentes que destroem e matam, os repentinos tornados, os ciclones extra-tropicais, as prejudiciais estiagens e o inédito Furacão Catarina.
    A inovadora proposta da Senadora Ideli Salvatti de criar um Centro de Referência Nacional em Estudos das Mudanças Climáticas e Desastres Naturais em Santa Catarina será de grande valia para compreender os fenômenos naturais e sua relação com as mudanças climáticas e o modo de ocupação e uso do solo, bem como amenizar a angústia dos cidadãos a cada novo evento climático proporcionado pelo aquecimento global.
    Apresentamos duas propostas como palestrantes do Painel II que foram incorporadas à Carta do Seminário (tínhamos sugerido protocolo, mas prevaleceu o termo carta), enfatizando a que trata da urgente necessidade de estudos mais profundos sobre as causas das adversidades e desastres naturais entre a Bacia Hidrográfica do Rio Mampituba e a do Itajaí. Não podemos ficar apenas com os conceitos da ciência meteorológica, como sociedade afetada queremos respostas adequadas que dêem suporte à elaboração de políticas públicas de prevenção e de adaptação às adversidades climáticas. Enquanto isso é urgente a identificação das áreas de risco, a elaboração de planos de prevenção, o fortalecimento das defesas civis e o planejamento urbano nesta região, que está comprovadamente em estado de emergência climática.
    OBS. Concluímos neste seminário que a disciplina tem que ser levada em conta, pois as pessoas muitas vezes confundem debate livre e extrapolam com seus respectivos tempos de manifestação. Há palestrante que extrapola seu tempo de fala prejudicando a seqüência da programação, ou seja, tirando o tempo dos outros palestrantes seguintes e há os Cidadãos que democraticamente tem sua oportunidade de questionar a temática apresentada pelo palestrante e quando pega o microfone para perguntar não o faz, muito pelo contrário, promove uma outra palestra paralela, abusando do tempo que poderia ser aberto à participação de mais questionamentos por outros participantes, enriquecendo assim o debate. Que a observação sirva de exemplo a outros eventos. A lição será implementada cronologicamente no II ENCONTRO SOBRE FENÔMENOS NATURAIS, ADVERSIDADES E MUDANÇAS CLIMÁTICAS DA REGIÃO SUL (SC e RS) que será realizado em 07, 08 e 09 de Outubro, em Araranguá – Epicentro do Furacão Catarina.
    Para reflexão: Poderíamos afirmar que nós sabemos como reduzir os impactos ambientais das Mudanças Climáticas e dos Desastres Naturais, porque somos nós que as provocamos?
    Tadeu Santos
    Coordenador Geral dos Sócios da Natureza – ONG Conselheira do CONAMA 2009/2011.
    Araranguá SC, 17/08/2009. http://www.tadeusantos.blogspot.com

  2. Missao Tanizaki disse:

    Brasileiros: Vamos sair na Frente ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! !
    A HUMANIDADE terá que combater mais esse problema apontado na matéria, como outros que poderão surgir.
    Aqui no Brasil devemos atuar com SABEDORIA e iniciar imediatamente os trabalhos que estão ao nosso alcance, onde devemos levar em conta as necessidades de RECURSOS, como de Finanças, Tecnologias, entre outros, visando dar nossas contribuições para atuar na Preservação do Meio Ambiente & Biodiversidade, como, também, para Promover o Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL.
    Já há um bom tempo que venho amadurecendo minhas IDÉIAS e agora posso propor o “O TRABALHO da Sociedade Brasileira do MILÊNIO”
    Há alguns anos atrás um Cidadão Brasileiro, Miguel Nicolau, me conheceu, através da internet. Ele, provavelmente, andou lendo vários comentários meus que os tenho disponibilizados na internet.
    O referido TRABALHO de Miguel Nicolau disponibilizei juntamente com um comentário meu no Site EcoDebate que pode ser acessado pelo link que segue: http://www.ecodebate.com.br/2008/11/18/salvar-os-bancos-ou-o-meio-ambiente-artigo-de-jose-goldemberg/.
    Nota: se tiver interesse e/ou curiosidade a saber mais a meu respeito, basta realizar uma Busca com a Palavra Chave: “Missao Tanizaki”.
    O referido Cidadão Brasileiro desenvolveu um excelente TRABALHO sobre um FANTÁSTICO VEGETAL, vulgarmente conhecido como AGUAPÉ, e, entre os estudiosos, já vem sendo denominado de “O DESPOLUIDOR das ÁGUAS”. Apresentou-me o seu trabalho e, ainda, me deu liberdade total para utilizar o referido TRABALHO da forma que mais me conviesse.
    O TRABALHO desse colega me inspirou a produzir um NOVO TRABALHO que será desenvolvida em duas etapas, onde a 1ª ETAPA seria iniciada & desenvolvida para estabelecer uma BASE ESTRATÉGIA / CONSISTENTE e na 2ª ETAPA todos os demais trabalhos ….
    Esse TRABALHO deverá passar a ser denominado & desenvolvido, como “O TRABALHO da Sociedade Brasileira” do MILÊNIO, porque exigira vários trabalhos de extrema complexidade, onde requer participação de muitos Profissionais / Colaboradores das Instituições das Áreas da Pesquisa, em geral, Produção Agropecuária, Produção de Alimentos, Produção de Insumos, entre outras – esse TRABALHO, com a participação desses Profissionais / Colaboradores, poderá contribuir de Forma FANTÁTICA para promover um SALTO FANTÁSTICO no Desenvolvimento SOCIAL & ECONÔMICO do BRASIL, de FATO, SUSTENTÁVEL.
    Para que “O TRABALHO da Sociedade Brasileira” do MILÊNIO avance CORRETAMENTE & ganhe CORPO precisamos iniciar a 1ª ETAPA procurando envolver & somar esforços com os nossos PRODUTORES RURAIS, pois são eles um dos Maiores Interessados e que tem as melhores condições / requisitos para Implantar os Sistemas da Produção do AGUAPÉ – na situação atual os referidos PRODUTORES RURAIS são “obrigados” a observar novas exigências voltados à Produção SUSTENTÁVEL, caso contrário não conseguirão se tornar Cidadãos Brasileiros de SUCESSO (esse fator é fundamental).
    Para Implantar os Sistemas da Produção do AGUAPÉ os CUSTOS são BAIXOS e as VANTAGENS são AMPLAS. De início teremos despesas com a Implementação de Pequenas Barragens, mas, se os nossos Governantes & Parlamentares se convencerem da importância do trabalho, certamente empenharão esforços para conseguir subsídios financeiros e/ou outras formas que incentivarão os nossos PRODUTORES RURAIS a participar dessa caminhada. Em curto espaço de tempo a Produção do AGUAPÉ no Brasil atingirá Produção Nacional, em Grande ESCALA. Nesse intervalo de tempo a 2ª ETAPA deve ser iniciada, também, com a devida SABEDORIA para que as novas demandas da BIOMASSA de AGUAPÉ não sejam prejudicadas, causando dificuldades no avanço dos trabalhos complementares que deverão ser desenvolvidos.
    O tempo pode ser muito menor se soubermos convencer a Sociedade Brasileira, em especial as AUTORIDADES de que um Bom Programa Nacional poderá acelerar todo o processo (esse fator, também, é fundamental).
    Com a SOMA de ESFORÇOS (UNIÃO) dos nossos Governantes & Parlamentares, Pesquisadores & Empresários e os VOLUNTÁRIOS deste BRASIL, conseguiremos nos tornar muito mais COMPETITIVO & SUSTENTÁVEL e, muito em breve, se tornar o PAÍS mais PRÓSPERO do Planeta Terra, resgatando expressiva parte dos VALORES que parecia IMPOSSÍVEL para a Sociedade Brasileira e visão de muitos outros Povos.
    Quem cuida da Saúde Animal e / ou Sanidade Vegetal também tem CONSCIÊNCIA de que todos temos obrigações pela Preservação do Meio Ambiente & Biodiversidade do Planeta Terra, por isso conto com os Profissionais que atuam na Área da Produção Agropecuária.
    MISSAO TANIZAKI
    Fiscal Federal Agropecuário
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@agricultura.gov.br
    missao.tanizaki@ada.com.br (NOVO)
    missao.tanizaki@gmail.com.br (NOVO)
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

  3. Missao Tanizaki disse:

    Comentário sobre a Matéria: Ministério do Meio Ambiente propõe cortar até 40% do CO2 e assemelhados
    A toda Proposta de Redução de Emissão de Gáses Nocivos e / ou outras POLUIÇÕES requer necessariamente estabelecer e / ou criar um RECURSO ALTERNATIVO que seja, de FATO, SUSTENTÁVEL – por isso ALERTO todas as Autoridades Mundiais que estão empenhando esforços totalmente equivocados, pois o que vem sendo CONSTRUIDO é PÉSSIMO porque, apenas, servirá para produzir / acumular TENSÕES, equivalentes a muitos Milhares de Bombas Atômicas que, em algum momento, causará a IMPLOSÃO da Economia Globalizada e como conseqüência, também, promoverá a IMPOLOSÃO de Biodiversidade do Planeta Terra, através do Efeito DOMINÓ, nisso incluímos toda HUMANIDADE.
    A Equipe BR do AGUAPÉ tem a ÚNICA Alternativa, de FATO, SUSTENTÁVEL a um bom tempo. Recentemente o ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, segundo a matéria (Países precisam discutir “re-carbonização” do solo) que pode ser acessada pelo link que segue, dá uma demonstração à Humanidade de que estamos no Caminho CORRETO, mas eles não citam como & através de que RECURSO realizar a “re-carbonização” do solo.
    http://www.fiesp.com.br/agencianoticias/2009/10/13/al_gore_mudancas_climaticas_fiesp.ntc
    Para a nossa Equipe BR do AGUAPÉ podemos / devemos utilizar o AGUAPÉ porque só esse RECURSO NATURAL RENOVÁVEL pode substituir os Seres Humanos na TAREFA que jamais assumirão – SOMENTE o AGUAPÉ pode Despoluir as ÁGUAS, retirar o Excesso do Gás Carbono da Atmosfera e incorporá-o ao solo, através da Produção Agropecuária ORGÂNICA, além disso tem Potencialidade para Substituir toda Produção Mundial do PETRÓLEO, podendo se tornar Muito Importante para se estabelecer O Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL, pois, também, tem Potencialidade para Gerar Muitos Milhões de Empregos DIGNOS de que tanto necessitam muitos Povos Sofridos / Massacrados porque não se estabelece as Soluções SUSTENTÁVEIS, certamente devido as FORÇAS EXTRANHAS (NÃO – ÉTICAS) que sempre atuaram contra, em toda História da Humanidade.
    Agora resta convidar todas as Autoridades ÉTICAS desse Planeta Terra para uma Boa REFLEXÃO e quando julgar necessário estabelecer contato pelo e-mail abaixo.
    NOTA: conheça mais um pouco mais sobre os nossos propósitos acessando a Reportagem de Montezuma através do link que segue.
    http://www.agenciaamazonia.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=459:planta-da-amazonia-ajuda-na-despoluicao&catid=1:noticias&Itemid=316
    Um Abraço Fraterno a VOCÊ & Membro / Colaborador (ou pretendente),
    MISSAO TANIZAKI
    Fiscal Federal Agropecuário
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@agricultura.gov.br (Com Problemas)
    missao.tanizaki@gmail.com.br (NOVO)
    Equipe BR do AGUAPÉ
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

  4. Missao Tanizaki disse:

    ComentáriosMT:
    Ao CONAMA os PARABÉNS da Equipe BR do AGUAPÉ. – acesse matéria através do link que segue.
    http://www.tratamentodeagua.com.br/R10/Noticia_Detalhe.aspx?codigo=17531
    Reduzir as Emissões de Gás Carbônico é muito pouco.
    Reduzir o Desmatamento, também, é muito pouco.
    A Mudança Climática é muito mais do que Emissões de Gases do Efeito Estufa.
    Os Mares & Oceanos estão sendo utilizados como o “LIXÃO” da HUMANIDADE, pois tudo acaba lá – as MEDIDAS do CONAMA é Muito Importante para REVERTER esse ABSURDO.
    A Equipe BR do AGUAPÉ tem a expor o que segue.
    Os Paises Desenvolvidos, em sua maioria podem / devem dar suas contribuições, através da utilização de Tecnologias mais LIMPAS.
    Já os Demais Países, inclusive o Brasil, podem / devem utilizar outra ESTRATÉGIA, muito Mais EFICIENTE & muito Menos HONEROSA – INVESTIR em Agricultura ORGÂNICA.
    Com a Implementação de imenso número de Pequenas Barragens podemos Implementar a Produção do AGUAPÉ no Brasil, em Grande ESCALA, DESPOLUINDO as ÁGUAS, em todo Território Brasileiro, Potencializando os nossos RECURSOS HÍDRICOS e tornando o Brasil IMBATÍVEL na Produção de BIOMASSA que será capaz de SUBSTITUIR a Produção Petrolífera & Derivados.
    A Agricultura ORGÂNICA, também, é uma das Grandes SAÍDAS para o Brasil & Paises em Desenvolvimento – ESQUECERAM do MINISTÉRIO da AGRICULTURA
    Através da Agricultura ORGÂNICA podemos devolver / enterrar imensa Quantidade de Carbono ao SOLO, gerando Milhões de Empregos Dignos aos Cidadãos Brasileiros, reduzindo automaticamente Os atuais níveis da CRIMINALIDADE, induzindo O Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL .
    Para Ampliar a Agricultura ORGÂNICA é muito importante uma Boa Fonte de Biomassa para produzir o Bio-Fertilizante, em ESCALA, o Principal Insumo da Agricultura ORGÂNICA, e para isso a Natureza disponibilzou para os nossos Produtores Rurais o AGUAPÉ, podendo, ainda, ser empregado para uma infinidade de outros fins -– Um Fantástico Recurso Natural que apresenta Altíssima Produtividade, incomparável a qualquer outro Recurso Natural, e pode atuar em todos os sentidos para promover a Correção de Grande Parte dos ERROS que a HUMANIDADE tem cometido ao longo do tempo.
    ALERTA, em nome da ÉTICA ! ! ! ! ! ! !
    Na Manipulação do AGUAPÉ recomenda-se Muito Cuidado porque a INEXPERIÊNCIA pode levar o INDIVÍDUO à sua MORTE.
    Seja Extremamente Cuidadoso ! ! ! ! ! ! !
    NOTA: se acredita em Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL, faça a sua parte DIVULGANDO esse comentário da Equipe BR do AGUAPÉ.
    Um Abraço Fraterno a VOCÊ & Membro / Colaborador (ou pretendente),
    MISSAO TANIZAKI
    Fiscal Federal Agropecuário
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@agricultura.gov.br (Com Problemas)
    missao.tanizaki@gmail.com (NOVO)
    Equipe BR do AGUAPÉ
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

  5. Missao Tanizaki disse:

    VEREADORES deste BRASIL & AGUAPÉ
    As Prefeituras podem Produzir & Industrializar o AGUAPÉ e vendê-los a Preço de Custo, visando Reduzir os Custos da Produção Agropecuária, em especial a ORGÂNICA – é uma Política de ESTADO que induzirá o Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do seu MUNICÍPIO, de FATO, SUSTENTÁVEL.
    Uma iniciativa nessa direção será de Extrema Importância para a Sociedade Brasileira – mais informações faça contato com a Equipe BR do AGUAPÉ.
    Observação: Os Trabalhos sobre o AGUAPÉ podem ser acessados em diversos “SITES” e / ou “Blogs” – vide alguns deles, através dos Link’s que seguem abaixo.
    1 – http://www.agenciaamazonia.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=459:planta-da-amazonia-ajuda-na-despoluicao&catid=1:noticias&Itemid=316
    2 – http://www.gentedeopiniao.com.br/ler_noticias.php?codigo=56093
    3 – http://blogln.ning.com/photo/albums/olhem-para-o-aguape ou http://blogln.ning.com/photo/olhem-para-o-aguape-2
    Seja UM EXEMPLO: VOCÊ pode / deve ao menos tentar e para chegar lá basta seguir o que segue.
    1 – Almeje & Lute por Melhorias, em Qualidade Vida
    2 – Na medida do possível não deixe de Preparar & Apresentar as suas manifestações (Comentários & Sugestões), inclusive, quando for o caso, seus Relatos & Experiências
    3 – Procure estar em DIA, com seus Deveres & Obrigações, perante a Sociedade Brasileira, em especial seus Filhos & Futuras Gerações.
    4 – Toda IDÉIA NOVA e / ou ANTIGA que possam contribuir com a Equipe BR do AGUAPÉ serão BEM VINDAS – não tenha receio, pois é “ERRANDO” que poderá aprender a acertar & contribuir com essa & outras importantes LUTAS.
    PÁGINAS INTERESSANTES:
    |Mundo Estranho| |Viver SUSTENTÁVEL| |Nosso Futuro Comum| |Sabedoria incomum| |Paradigmas do Século XXI| | | |
    Um Abraço Fraterno a VOCÊ que LUTA
    e que pode se tornar
    Um EXEMPLO aos Cidadãos Brasileiros,
    MISSAO TANIZAKI
    Fiscal Federal Agropecuário
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@agricultura.gov.br (Com Problemas)
    missao.tanizaki@gmail.com (NOVO)
    Equipe BR do AGUAPÉ
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *