Começam as aulas na rede pública em Santa Catarina
12/02/2008
Mais rigor no uso de animais
12/02/2008

Na minha volta, depois do recesso pela saúde, me deparei com a euforia do prefeito Dário Berger por ter sido excluído do inquérito instaurado pela Polícia Federal por decisão do desembargador federal Luiz Fernando Penteado.Sentiu-se “justiçado.”
Mas a bem da verdade não foi nenhuma novidade. Cumpriu-se, digamos, uma determinação legal com base no foro privilegiado. Desde o início, advogados afirmavam que a delegada Júlia Vergara não poderia indiciar o prefeito.
Mas de repente ele lá permaneceu, entre os demais envolvidos, devido aos fortes indícios constatados em gravações telefônicas e demais provas. Foi o trabalho minucioso e dedicado da Polícia Federal, que apesar de taxado de “pirotécnico e sensacionalista” por alguns, entre eles, o próprio prefeito Berger, teve em suas ações a aprovação popular cansada de surpresas desagradáveis.
Mas o processo prossegue, e o prefeito não foi afastado dele. Falta a decisão dos três desembargadores do TRF. Ou seja, ninguém foi inocentado, e muito menos, condenado. Tem ainda um longo caminho a perseguir.
Da coluna de Paulo Alceu (Paulo Alceu, 12/02/08)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *