Cai o número de praias impróprias para banho
12/02/2008
Moeda Verde
12/02/2008

Começam as aulas na rede pública em Santa Catarina

A secretaria de Educação do Estado informou que neste dia 11/02 iniciam as aulas para cerca de 750 estudantes (dados preliminares) da educação básica das 1.324 escolas da rede pública. Também retornam às atividades escolares em torno de 120 mil alunos dos Centros de Educação de Jovens e Adultos (Ceja).
Ao contrário dos anos anteriores, as aulas iniciam mais cedo neste ano por determinação do secretário de Estado da Educação (SED), Paulo Bauer. No entanto, o recesso escolar de julho será um pouco mais extenso, 15 dias. O secretário tem convicção de que tudo ocorrerá normalmente na volta às aulas e com relação aos professores adianta que até quarta-feira (13/02) haverá novidades sobre a questão salarial.
Informou que sua equipe continua constantemente em reunida com representantes das Secretarias da Administração e da Fazenda estudando alternativas de melhoria nos salários da categoria. “Provavelmente teremos um início de aulas com anúncio sobre esse assunto, referendado pelo governador Luiz Henrique. Mas nosso foco nesse momento é o aluno”, ressalta Bauer.
Santa Catarina promete um Plano de Desenvolvimento da Educação arrojado. Para enfrentar os desafios, as equipes das unidades escolares estão trabalhando dentro de um processo de modernização, através das salas de informática, pesquisa na área de Ciências, através da Internet. Além disso, a SED continua reforçando as ações tradicionais como fomento à leitura, oferecendo alternativas bibliográficas; envolver mais a escola no trabalho escolar e aproximar a unidade escolar da comunidade.
Bauer cita entre outras ações a motivação do professor, através de sua valorização no diz respeito a condições de trabalho, capacitação e salários. “Hoje temos uma prática de otimização muito grande de recursos humanos, que preza por uma política de valorização do professor”, destaca o secretário.
Mesmo ocupando uma posição privilegiada a Educação em Santa Catarina precisa avançar mais. Para o secretário da Educação é necessário criar mais vagas e cursos mais atrativos no ensino médio. Outra meta é ampliar para outras escolas as aulas de reforço que preparam alunos para o Vestibular. No Instituto Estadual de Educação, parte dos estudantes que concluiu o ensino médio em 2007 teve aulas extras e a escola obteve um excelente resultado no Vestibular da UFSC.
(Jornal Metropolitano, 11/02/08)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *