Consenso
16/01/2008
Feira náutica
16/01/2008

Prefeitura viabiliza construção de subestação na Ilha de Santa Catarina

Foi assinada pelo prefeito de Florianópolis, Dário Berger, a lei complementar no. 309/2007 que trata da alteração do zoneamento em área específica na região da Agronômica, próxima à residência oficial do Governador. Com a alteração de área verde de lazer (AVL) para área de saneamento e energia, a Prefeitura viabiliza a construção da subestação Ilha Centro III com duas linhas de transmissão.
A nova subestação vai garantir a distribuição de energia elétrica para toda a Ilha de Santa Catarina e, em especial, para o centro de Florianópolis. Também vai proporcionar melhoria da confiabilidade e equilíbrio dos carregamentos nas linhas com o fechamento do anel entre as subestações Ilha Centro e Trindade em 138 mil volts.
O projeto prevê características diferenciais para a obra, entre elas, que a subestação será blindada e abrigada, pois todos os equipamentos serão instalados em uma única edificação numa área projetada máxima de 400m2, com transformadores de baixo ruído operacional (menor que 55 dB nas divisas do terreno) e protegidos por sistema anti-incêndio. Está previsto que os transformadores farão uso de óleo isolante de origem vegetal, que possui alto ponto de fulgor e é biodegradável.
O prefeito Dario Berger destacou, durante a cerimônia de assinatura, a importância do projeto para o desenvolvimento da cidade e a boa disposição do Governo do Estado ao proporcionar área para a subestação, depois da inviabilização do terreno anteriormente previsto, na Rua Ângelo Laporta.
Ao comentar os investimentos da Prefeitura, incluiu projeto de urbanização e inclusão social para 3.000 famílias do Maciço Morro da Cruz, que contará com a parceria da Celesc Distribuição na área de energia elétrica.
Investimentos na Ilha
O presidente da Celesc, Eduardo Pinho Moreira, depois de falar da obra em questão, apresentou os investimentos para a Ilha de Santa Catarina no período 2008-2010. No total, serão aplicados R$104,2 milhões em obras e melhorias. Dentre elas, a Subestação Ingleses, no norte da Ilha, com recursos de R$ 8 milhões (lista completa a seguir).
Pinho Moreira encerrou a cerimônia, enfatizando o empenho da Celesc na distribuição para agilizar a Subestação Ilha Centro III, “trabalhando 24 horas por dia, se possível”. Também reafirmou o compromisso da Empresa para contribuir no desenvolvimento sustentável da cidade: “A Celesc fará o seu papel para auxiliar no ordenamento da cidade”.

Principais Obras no Sistema Elétrico de Distribuição no Município de
Florianópolis

Período 2008-2010 – Construção da Subestação Florianópolis Agronômica, com investimento de R$30 milhões, início previsto para maio de 2008 e conclusão para agosto de 2009;
– Construção das Linhas de Transmissão Ilha Centro – Florianópolis,
Agronômica, Florianópolis Agronômica – Trindade, com 11 km de extensão, e recursos de R$ 41 milhões. Início previsto para abril de 2008 e término em
março de 2009;
– Construção de segunda Linha de Transmissão Trindade Ilha Norte, com 20 km de extensão, recursos de R$ 12 milhões. Início para fevereiro de 2008 e conclusão em dezembro de 2008;
– Construção de 1,2 km de Linha de Transmissão para ligar futura Subestação Desterro (Eletrosul) às Subestações Trindade e Ilha Sul, com recursos de R$1,2 milhão. Esta obra está em andamento, devendo ser concluída em julho de 2008;
– Melhoria e ampliação da Subestação Ilha Norte, com investimento de R$ 4 milhões. Conclusão prevista: novembro de 2010;
– Construção da Subestação Ingleses, no norte da Ilha, com investimentos de R$ 8 milhões. Conclusão: novembro de 2010;
– Construção da Linha de Transmissão Desterro (Eletrosul) – Trindade, com 11 km de extensão e recursos de R$ 5,5 milhões. Conclusão: novembro de 2010.
– Melhoria e ampliação de vários alimentadores em toda região de Florianópolis, com investimentos de R$ 2,5 milhões. Período de obras: 2008-2010.
Estimativa de investimentos: R$ 104,2 milhões
(Paulo Alceu, 15/01/08)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *