Falta estacionamento na área central
14/12/2007
Voluntários promovem ação social em bairro
17/12/2007

Desde ontem, os moradores do conjunto habitacional Vila Cachoeira, no Saco Grande, contam com uma nova praça para convivência e atividades de lazer. O local, que antes servia como depósito de lixo e de entulhos, foi revitalizado graças à iniciativa da comunidade local.

A Cooperativa Mãos na Mata aproveitou a inauguração da praça para realizar a 4ª edição de plantio de mudas de espécies nativas da Mata Atlântica com a participação de alunos e professores da Escola Municipal Donícia Maria Costa.

O trabalho dá continuidade ao projeto para recuperação florestal de 5 mil metros quadrados de áreas ciliares na bacia hidrográfica do Saco Grande, e foi idealizado pelo Programa Rede H2 Jovem. Para a revitalização do espaço comunitário, além da remoção do material pesado pela Companhia de Melhoramentos da Capital (Comcap) no último dia 7, foram colocados banquinhos e mosaicos coloridos.

Segundo o técnico em meio ambiente da Cooperativa Mãos na Mata, Cândido Rodrigo Gomes da Silva, o envolvimento de toda a comunidade foi imprescindível para a formação de consciência das pessoas, principalmente das crianças e dos jovens. “Essa praça não era cuidada e todo tipo de lixo era jogado aqui. Hoje, as crianças estão podendo ver o quanto a floresta é importante para a manutenção da vida”, disse.

Pela manhã, mais de 100 mudas das árvores frutíferas e ornamentais foram plantadas. No período da tarde, outras etapas foram concluídas. O trabalho foi orientado pelos profissionais da Cooperativa Mãos na Mata, com ajuda das crianças e adolescentes da escola básica municipal Donícia Maria Costa.

Parte das margens do rio do Mel, que atravessam o terreno da Associação Catarinense para a Integração do Cego (Acic) também foi limpa para garantir a recuperação da mata ciliar degradada. Para estimular o desenvolvimento da biodiversidade na região, houve o plantio de mudas e o enriquecimento do banco de sementes com palmiteiros nos locais mais preservados. As áreas mais degradadas receberam mudas de mulungus, aroeiras, pitangueiras, quaresmeiras e ingazeiros.

Projeto desperta consciência comunitária e regenera a mata nativa

Para a coordenadora de projetos ambientais da escola básica municipal Donícia Maria Costa, Alexsandra Assis Casagrande, o envolvimento dos alunos com o projeto de revitalização da praça da Vila Cachoeira foi iniciado na semana passada onde os estudantes tiveram palestras e dicas sobre a importância da separação do lixo.

Ela afirmou que não foram só os alunos que tiveram essa orientação, pois os demais moradores também receberam dicas ambientais. Ontem, Alexsandra ajudou os alunos no plantio das mudas e na fixação dos bancos que foram feitos com materiais alternativos.

A coordenadora lembrou, ainda, que esse projeto será importante para uma possível reativação do conselho comunitário local, que não funciona há mais de dois anos. “É fundamental que todos exerçam essa cidadania, e reflitam que estas ações feitas agora terão conseqüências positivas no futuro para todos nós”, disse.

O lixo pesado coletado na semana passada pela Comcap e que estava em condições de reciclagem foi encaminhado para os catadores da região. A Cooperativa Mãos na Mata também realizou oficina gratuita para capacitação para os moradores interessados em aderir ao projeto.

(André Luis Cia, AN Capital, 14/12/2007)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *