Fiscalização
12/03/2007
Amazônia mais afetada por aquecimento global
12/03/2007

Travessia no canal da Barra só de barco

A construção da ponte sobre o canal da Barra, uma antiga reivindicação dos moradores e turistas que visitam a Barra da Lagoa, no Leste da Ilha de Santa Catarina, deverá ser concluída no final do mês. A antiga ponte pênsil foi derrubada há uma semana e, até a inauguração, a travessia será feita apenas por meio de barcos.

Diariamente, das 5h à 1h, três embarcações contratadas pela prefeitura fazem o transporte de pessoas entre as margens do canal. Além dos barqueiros que recebem uma diária de R$ 100 pelo serviço, a comunidade também conta com o apoio de voluntários, como o aposentado Adão Costa.

Proprietário de um pequeno barco, para facilitar a vida de conhecidos e de pessoas com dificuldades de se locomover até a parada das outras embarcações, ele vem fazendo viagens durante todo o dia, sem cobrar nada.

Segundo Aurélio Remor, secretário municipal de Obras, a nova travessia só não foi iniciada antes por um pedido da comunidade. Atendendo a solicitação dos moradores, a passagem só foi derrubada no final da temporada, para não prejudicar o deslocamento dos turistas.

Moradores e turistas aprovam nova estrutura

Construída em 1982, a ponte pênsil apresentava problemas pela falta de manutenção. Remendos, tábuas soltas e tela de proteção estragada eram alguns dos perigos enfrentados. Além disso, a placa indicando que o número máximo deveria ser de quatro pessoas por travessia também não era respeitada.

A estrutura da nova ponte, toda de metal, foi aprovada por moradores e turistas.

– Agora está bem melhor, antes parecia a ponte do Indiana Jones – brincou Fernando Castro, de Brasília (DF), que aproveitava, ontem, o último dia de férias na cidade.

Para o funcionário público Ailton da Silva, 53 anos, nativo da Barra da Lagoa, não era mais possível conviver com a precariedade da ponte antiga. Para ele, a mudança facilitará a vida dos moradores e trará mais segurança para quem precisa atravessar o canal.

O único problema, segundo o motorista Mauri João Maria, é que, devido à proteção lateral, os pescadores não poderão mais tarrafear de cima da ponte.

(Taís Shigeoka, DC, 12/03/2007)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *