Exposição divulga o projeto de biosfera
02/03/2007
Lista de pontos impróprios diminui
05/03/2007

Prefeitura quer trade turístico no Conselho de Gerenciamento Costeiro

O Secretário de Turismo Mário Roberto Cavallazzi esteve reunido na sexta-feira (02/03) com o trade turístico de Florianópolis para pedir sugestões adicionais para criação do Conselho Municipal de Gerenciamento Costeiro, discutir futuros investimentos na Capital, bem como fazer um balanço da última temporada de verão. Participaram do encontro representantes da Santur; Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares; Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH-SC); Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel); Convention Bureau; Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC); Infraero e TAM.

Em relação ao Conselho de Gerenciamento Costeiro, a idéia é buscar o ordenamento integrado dos usos dos recursos naturais e da ocupação dos espaços costeiros e a descentralização da gestão para a esfera municipal. Caberá ao Conselho também a classificação e a caracterização da situação atual, a composição de cenários de usos desejados e respectivas ações de intervenção para alcançá-los, traduzindo suas deliberações e instrumentos que definirão as prioridades que o município pretende alcançar na gestão integrada de sua orla marítima.

Uma das propostas é que o conselho seja composto pelos seguintes setores: Secretaria Municipal de Turismo, Secretaria de Transportes e Terminais, Secretaria de Comunicação Social, IPUF, Floram, FATMA, Serviço do Patrimônio da União em Santa Catarina, ACIF, Associação FloripaAmanhã e representantes do trade turístico. Conforme o titular da Setur, Mário cavallazzi, a prefeitura está aberta às discussões sobre a forma de composição do organismo. “Estamos enviando cópias da minuta do projeto para que todos os setores dêem sua opinião sobre o assunto”, disse.

Investimentos

O Secretário Mário Cavallazzi informou ao trade turístico que a prefeitura está empenhada em promover investimentos na Beira-Mar Norte, aumentando a faixa de areia da região para que vire um ponto de encontro, lazer e esportes. Entre o trapiche e o Bar Koxixos, numa extensão de quase dois quilômetros, o projeto prevê o alargamento da praia em 33 metros. Desta forma, o local abrigaria bares, quiosques e serviria para caminhadas e prática de futebol e vôlei. O projeto, que deve ter a parceria do Governo Federal, está orçado em R$ 4,5 milhões de reais.

O secretário igualmente abordou a reformulação pela qual irá passar o sambódromo. Num total de 14.661 metros quadrados serão trabalhados na primeira etapa 10.643,66 m² da passarela do samba, o que implicará num investimento inicial de R$ 6 milhões 093 mil. No computo geral a obra custará em torno de R$ 9 milhões 668 mil.

Neste primeiro momento, já para o Carnaval de 2008, haverá a construção de um edifício de camarotes com criação de frisas e mesas de pista, além de uma grande reforma dos setores B, C e D das arquibancadas existentes com adaptação dos espaços aos portadores de necessidades especiais. Durante o ano, os camarotes e os espaços sob as arquibancadas servirão para os Programas Sociais da Cidade da Criança, abrigando e formando centenas de crianças com o desenvolvimento de atividades de esporte, cultura, lazer e educação.

Balanço

Presente ao encontro, o Superintendente da Infraero Valdeci Arcanjo apresentou dados sobre o movimento aéreo na temporada no Aeroporto Hercílio Luz. Foram realizados 510 vôos regulares internacionais que transportaram 41.629 passageiros. Os charters nesta categoria realizaram 516 vôos, o que resultou em 65.522 passageiros. O total geral de passageiros internacionais foi de 104.151 pessoas, 21,75% a mais que a temporada passada.

Os vôos charters domésticos ficaram com 168 operações para uma tripulação de 11.078 pessoas. Já os vôos regulares nesta categoria atingiram 7.003 operações, transportando 540.512 passageiros. O total geral neste caso foi de 551.590 passageiros, ultrapassando em 6,37% a temporada anterior.

O Presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, Tarcísio Schmidt, discorreu sobre a ocupação hoteleira na temporada 2006-2007. Somente nos meses de janeiro e fevereiro a ocupação nas praias foi de 84,2% e 73,7% , respectivamente. No centro da cidade as cifras atingiram 77,3% em janeiro e 65,2% em fevereiro. Na região continental os dois meses apresentaram, por ordem, 66,2% e 57,6% de ocupação. A média do período ficou em 73,3%, sendo 10% superior à temporada passada.

(PMF, 02/03/2007)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *