Direito
19/10/2006
Violência
19/10/2006

Administração municipal quer assumir parque

O Parque de Coqueiros foi construído em 1998 pela Sociedade Amigos de Coqueiros, associação de moradores do bairro, depois que o Estado cedeu a área do Saco da Lama à entidade. Mas a área pertencia na verdade à União que, em 2001, a cedeu definitivamente à Prefeitura, para a instalação de um Parque Municipal. Agora, o secretário regional do Continente, Gean Loureiro, pretende que a Prefeitura assuma a administração do local. Mas a associação, que mantém o local há oito anos com recursos de contribuições de moradores, se opõe à transferência do controle para o município.

O argumento da Secretaria do Continente é de que trata-se de uma área pública municipal, e que portanto deve estar sob responsabilidade da Prefeitura. Associações de moradores de bairros do entorno reclamam ainda que a Sociedade Amigos de Coqueiros cobra pelo uso do estacionamento e também pelo aluguel do campo de futebol (R$ 50,00) a hora. “O parque é da comunidade da região, não só dos moradores de Coqueiros”, queixou-se a representante da associação de voluntários do Abraão, Ivete Terezinha Thomazzi. O presidente da Associação dos Moradores do Estreito, Édio Fernandes, pediu a participacão das outras comunidades do continente na gestão do parque.

O presidente da Sociedade Amigos de Coqueiros, Hamilton Schaeffer, admitiu que há cobrança por serviços do parque. “Qualquer um pode usar o parque. Cobramos o estacionamento, que só paga quem vai de carro, e instituimos o uso do campo de futebol por apenas três horas por dia, para preservar o gramado, cobrando R$ 50,00 por hora. Para um grupo de 16 pessoas, isso dá R$ 3,00 para cada um, e permite que possamos manter a estrutura com iluminação e bem cuidada”, defendeu-se. “A Prefeitura perdeu o direito a gerir o parque, porque sequer colocou recursos no orçamento para implantar um parque municipal, e o contrato de cessão pela União estava condicionado a isso.”
(Carlito Costa, A Notícia, 19/10/2006)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

1 Comentário

  1. maximiliano disse:

    nós jogamos no parque de coquiros quase todos os dias umas 10 pessoas . o cara liga a luz do futebol e nao liga a do volei nem a do basquete , quando fui pedi para ligar, ele me cobrou uma cesta basica ou 20 reais, achei um absurdo pois pago meu imposto direitinho para ter o minimo que é a iluminaçao , ja que ali no paruqe nem areia de praia é
    me respondam quando puderem obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *