Direito inalienável
17/08/2006
Pescadores pedem socorro
18/08/2006

A necessidade da construção do novo aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, encontra opinião unânime nos mais diferentes segmentos e a Infraero aguarda parecer favorável da Fundação de Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma), de acordo com o superintendente da empresa pública federal no Estado, Valdeci Arcanjo Novaes. “Toda a sinalização é de que finalmente obteremos a Licença Ambiental Prévia (LAP) para licitar a obra”, avalia, referindo-se à impressão obtida em audiência pública sobre o assunto realizada na noite de quarta-feira, na Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc). Na ocasião, além do debate com o público, foram apresentados à fundação, alternativas de acesso ao terminal e o relatório de impacto ambiental, atendendo assim exigências solicitadas pelo orgão na primeira audiência, ao final do ano passado.

Necessidade

Valdeci afirma que teve uma impressão muito boa das discussões. “Todos concordam que o empreendimento vai atender uma demanda reprimida na Capital”, argumenta. Participaram representantes das associações de moradores de Carianos e Tapera, do Departamento de Infra-Estrutura (Deinfra), da SC Parcerias, Associação Comercial e Industrial de Florianópolis, além de outras entidades. “Foi uma oportunidade para esclarecer todas as dúvidas e mostrar os estudos aprofundados do projeto”, explica. Ele diz que cabe agora à Fatma analisar os documentos e emitir o parecer.

O superintendente chama a atenção de que a Infraero é uma empresa socialmente e ambientalmente responsável, e que todo o cronograma está sendo realizado de acordo com a legislação. Valdeci informa que os recursos para a obra, cerca de R$ 295 milhões, são provenientes da dotação orçamentária da própria empresa, construtora e administradora de aeroportos no Brasil, e independem de prazo de início das obras. “Trata-se de um dinheiro garantido, não existe o risco deste valor ser remanejado para outro projeto”, esclarece.
O terminal aéreo atualmente tem capacidade para 980 mil passageiros ao ano, mas atende 1,5 milhão de pessoas. O projeto do novo prédio prevê uma área construída de 27,4 mil metros quadrados e poderá atender até 2,7 milhões de passageiros anualmente.
(A Notícia, 18/08/2006)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *