Participação estrangeira no Plano Diretor
15/08/2006
Infraero reitera cronograma para obras de aeroporto
16/08/2006

A Secretaria do Continente de Florianópolis ainda tenta a liberação do Parque de Coqueiros para realizar uma parte do Festival da Primavera, que será realizado entre os dias 7 e 15 de outubro. O presidente da Sociedade Amigos de Coqueiros, Hamilton Schaefer, alegou problemas e incômodos nos outros eventos ocorridos para não ceder o parque. A entidade construiu e administra o espaço.

Na carta enviada no dia 21 de julho ao Secretário do Continente, Gean Loureiro, Schaefer relatou que o parque foi emprestado para quatro eventos e que em todas as vezes a direção teve problemas, além de não obter renda. O engenheiro de 67 anos explicou ainda que a finalidade do parque é propiciar uma área de lazer e de esporte, com segurança para a população, durante todos os dias do ano. “O parque foi feito para uma finalidade e eles querem mudá-la. O local foi concedido pelo governo do Estado para ser uma área de esporte e de lazer”, disse.

O secretário-adjunto do Continente, Paulo Roberto Freitas Júnior, disse que está na torcida para que os representantes da entidade mudem de opinião. “Não entendo essa resistência sem motivo plausível. Se o argumento é que o parque vai ficar danificado, nós nos comprometemos a recuperá-lo, como foi feito nos outros eventos”, disse.

De acordo com o secretário-adjunto, a Prefeitura já investiu no Parque R$ 30 mil para a iluminação, R$ 30 mil para os campos de futebol e R$ 25 mil para as calçadas que ficam no entorno. “Não fizemos investimento para obter algo em troca. Mas com o apelo da população, estamos tentando realizar algumas atrações no local”. Por ser um bairro residencial, a associação não queria que fossem realizados eventos noturnos. De acordo com Freitas Júnior, as atrações seriam realizadas no período diurno,como boi-de-mamão e peças de teatro realizadas por estudantes. O secretário-adjunto disse também que se a entidade que administra o parque não emprestar o local, todos os eventos do Festival da Primavera acontecerão em outros bairros do continente.

Parque é mantido com ajuda de moradores

O Parque de Coqueiros é aberto a todas as pessoas e não há grades em volta do espaço. Apenas o estacionamento e o aluguel de um campo de futebol são cobrados. Além dessa renda, os recursos do parque vêm da colaboração de 650 pessoas – a maioria moradores de Coqueiros. Em 1998, o governo do Estado cedeu cinco hectares de área do Saco da Lama para a Sociedade Amigos de Coqueiros. O parque foi construído com recursos de empresas e de moradores que autorizaram acréscimos nas faturas da Celesc. Empresários da região também colaboraram por meio de doações ou pelo empréstimo de máquinas para as construções.

O local conta com uma pista de corrida, campos de futebol, área de lazer para as crianças, estacionamento pago, entre outras coisas. A primeira obra foi a pista de corrida. De acordo com Schaefer, o Parque é espaço é um comunitário e não público. As pessoas que trabalham lá são voluntárias e não recebem salários.
(Maurício Frighetto, A Notícia, 15/08/2006)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *