ONGs de Florianópolis são mapeadas
16/08/2006
CPI do Fisco investiga rombo na prefeitura
17/08/2006

Cumprida, ontem, mais uma etapa legal para a possível liberação da licença ambiental que vai autorizar a Infraero a licitar o novo aeroporto de Florianópolis e o governo estadual a fazer o mesmo com o acesso rodoviário do complexo.

Aaudiência pública realizada na sede da Fiesc reuniu 154 pessoas: moradores e representantes dos bairros Carianos, Rio Tavares e Tapera, entidades de classe e sócio-ambientais e os representantes oficiais ligados ao projeto: Infraero, Fatma, Ministério Público Federal, Deinfra, SC Parcerias e Ipuf.

Na primeira parte do encontro, técnicos explicaram as propostas, especialmente as duas principais alternativas de acesso.

Nada foi efetivamente decidido, mas os debates devem nortear a decisão que cabe agora à Fatma.

O presidente do órgão ambiental do Estado, Fernando Melquíades Elias, adiantou que as tratativas sobre o novo aeroporto estão praticamente finalizadas e se encaminham para a a licença. Por outro lado, os acessos vão demandar mais estudos.

– A vontade da comunidade vai ser considerada – prometeu Elias.

Opinião é divergente entre moradores e técnicos

A contar pelos debates pós-explicações técnicas, a decisão não será de consenso.

A associação de moradores do Carianos, comerciantes e engenheiros mostraram-se favoráveis ao projeto. Ainda sim, organizações ambientais relutaram em aceitar as alternativas.

-Não cabe ao MPF impedir o desenvolvimento de uma cidade, mas assegurar a legalidade de seus empreendimentos – afirmou o procurador Carlos Augusto de Amorin Dutra.

O superintentende do Hercílio Luz, Valdeci Arcanjo Novaes, mostrou-se confiante e espera cumprir o cronograma, que prevê licitação da obra no valor de R$ 278 milhões em janeiro. Se isso ocorrer, a conclusão deve ocorrer em janeiro de 2010.
(Felipe Faria, DC, 17/08/2006)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *