Novas marinas
19/08/2006
Destinos inesquecíveis
20/08/2006

A cidade que não queremos

Da coluna de Cacau Menezes (20/08/2006):

Casebres à beira da Lagoa do Peri, poluindo a água que abastece parte da população. Invasão desenfreada nas praias do Sul e Norte da Ilha. Obras inacabadas. Florianópolis é, hoje, uma cidade cujos problemas, da violência à favelização, da sujeira ao desrespeito à lei, crescem na proporção inversa da capacidade do setor público de resolvê-los.

Dia a dia, a população se sente acuada, ao mesmo tempo vítima e agente, da decadência que bate às suas portas com insistência. É certo que esses problemas não são diferentes das outras metrópoles, mas em Florianópolis eles se expressam com perversidade especial.

As favelas crescem nos morros e nas praias sem um mínimo de repressão, repito, impondo padrão anárquico que favorece o ar de decadência. A população que paga seus impostos é maltratada. Não é à toa que tudo isso preocupa, e muito!

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *